Famosos

Vivi Araújo e outras musas da década de 90 que continuam sexy após os 40

Reprodução/Montagem UOL
As nove musas dos anos 90 que ainda esbanjam corpão e sensualidade depois dos 40 anos de idade Imagem: Reprodução/Montagem UOL

Ana Cora Lima

Do UOL, no Rio

29/03/2018 04h00

Sexy e lindas aos 40 anos. Viviane Araújo completou 43 anos recentemente e arrancou elogios dos fãs. Ela e mais oito musas dos anos 90 que estão nessa faixa etária chamam a atenção não apenas por se manterem sob os holofotes há tanto tempo, mas também por seguirem belas e sensuais e cada vez mais seguras em frente ao espelho.

  • Imagem: Reprodução/Montagem UOL
    Reprodução/Montagem UOL
    Imagem: Reprodução/Montagem UOL

    Viviane Araújo

    Ela tinha 19 anos quando venceu o concurso "A Garota Fantástico", em 1994 só que o título não trouxe a fama. Três anos mais tarde, Viviane chegou às finais da escolha para morena do Tchan, perdeu, mas sua beleza chamou atenção. Tanto que recebeu vários convites para estampar capas de revistas, participações em programas humorísticos e convites de escolas de samba. O Carnaval deu a Vivi o cetro e a coroa de rainha e dali para o mundo das celebridades foi um pulo.

  • Imagem: Reprodução/Montagem UOL
    Reprodução/Montagem UOL
    Imagem: Reprodução/Montagem UOL

    Adriane Galisteu

    Ela chegou a gravar dois álbuns com a banda adolescente "Meia Soquete", mas Adriane Galisteu virou um rostinho e um corpo conhecidos quando foi apresentada ao Brasil como a namorada do piloto Ayrton Senna, morto em 1994. Para quem apostava no seu esquecimento logo depois do acidente em Ímola, a então modelo virou o jogo e abraçou todas as oportunidades surgidas no seu caminho. Hoje, Adriane é apresentadora, blogueira, sex-simbol e está prestes a estrear na dramaturgia da Globo na próxima novela das sete.

  • Imagem: Reprodução/Montagem UOL
    Reprodução/Montagem UOL
    Imagem: Reprodução/Montagem UOL

    Joana Prado

    Dona de um corpo escultural, Joana Padro "causou" como a assistente de palco mais cultuada do programa "H", de Luciano Huck, na Band. A Feiticeira virou um fenômeno que até bateu o recorde - até hoje mantido- da "Playboy", com 1,4 milhão de exemplares vendidos. Com o passar dos anos, ela quis desatar todos os nós que a ligavam à personagem. O casamento com o lutador de MMA Vitor Belfort caiu como uma luva. Atualmente, Joana mora na Flórida com o marido e os três filhos e cuida dos imóveis e das academias no Brasil e nos EUA. A Feiticeira? Ela deixou definitivamente no passado.

  • Imagem: Reprodução/Montagem UOL
    Reprodução/Montagem UOL
    Imagem: Reprodução/Montagem UOL

    Suzana Alves

    Um chicote e uma máscara e lá ia Tiazinha sensualizando no programa H. Outra assistente de palco que se tornou famosa na televisão brasileira. Hoje, casada com o ex-tenista Flávio Saretta e mãe de Beijamin, de 1 ano e 8 meses, Suzana Alves é dona um estúdio de pilates em São Paulo, se formou em jornalismo e segue fazendo teatro e cinema. A personagem sexy, ela enterrou no passado e não esconde uma certa mágoa. "Quero trabalhar e viver normalmente, sem ser escrava da TV e da mídia. Não quero perder tudo o que conquistei", disse em uma recente entrevista.

  • Imagem: Reprodução/Montagem UOL
    Reprodução/Montagem UOL
    Imagem: Reprodução/Montagem UOL

    Luciana Vendramini

    A produção da Xuxa diz que ela fez testes no início de 1987 para vaga de paquita e perdeu, mas Luciana Vendramini já contou várias vezes que foi assistente de palco, sim, e acabou sendo "demitida" depois de um ano trabalhando na função. O fato é que, polêmica à parte, o uniforme de assistente da rainha lhe serviu bem e Vendramini soube como aproveitar a fama. Namorou o cantor Paulo Ricardo no auge do sucesso do RPM e chegou a trabalhar como atriz em algumas produções. Abriu uma produtora e há um ano e meio vive um romance com o psicanalista italiano Francisco Borges.

  • Imagem: Reprodução/UOL
    Reprodução/UOL
    Imagem: Reprodução/UOL

    Carla Perez

    Ela ocupou o posto de loira do Tchan entre 1995 a 1998 e fez dos seus 102 cm de quadril cravados na fita métrica uma marca. Após deixar o grupo, Carla Perez teve um badalado namoro com o cantor Alexandre Pires e até protagonizou um filme, hoje um cult trash "Cinderela Baiana". Virou também apresentadora infantil em uma emissora baiana, estampou várias capas de revistas e trabalhou como modelo. Em 2001, casou-se com Xanddy, vocalista do Harmonia do Samba, com quem tem dois filhos. Hoje, a eterna loira do Tchan vive entre Salvador e Orlando, nos Estados Unidos.

  • Imagem: Reprodução/Montagem UOL
    Reprodução/Montagem UOL
    Imagem: Reprodução/Montagem UOL

    Letícia Spiller

    Ela foi paquita da Xuxa entre 1989 e 1992 e dois anos depois ficou mesmo conhecida ao interpretar a espevitada e sensual Babalu da novela "Quatro por Quatro". Nascia uma atriz e Letícia Spiller nunca mais parou! Além de emendar várias novelas, se aventurou no cinema e no teatro. Mãe de dois filhos, dona de uma barriga sequinha, ela volta e meia surpreende os fãs nas redes sociais com fotos ousadas e credita o corpo enxuto à dança e ritos tibetanos que pratica todos os dias há pelo menos oito anos. São cinco posturas da ioga, que ela repete 21 vezes cada uma.

  • Imagem: Reprodução/Montagem UOL
    Reprodução/Montagem UOL
    Imagem: Reprodução/Montagem UOL

    Scheila Carvalho

    Bancária em Juiz de Fora, Scheila Carvalho ganhou um empurrãozinho dos colegas para se inscrever no concurso que escolheria a nova morena do Tchan no "Domingão do Faustão", em 1997. Foi, ganhou e ficou famosa no Brasil todo dançando durante 8 anos na banda baiana. Lá, namorou quatro anos o Compadre Washigton, mas casou mesmo com um dos ex-vocalistas, Tony Salles, com quem tem uma filha de 7 anos. Aos 44, digital influencer com quase 2,7 milhões de seguidores, Scheila ainda ganha dinheiro com a dança e como modelo fitness.

  • Imagem: Reprodução/Montagem UOL
    Reprodução/Montagem UOL
    Imagem: Reprodução/Montagem UOL

    Alessandra Negrini

    Protagonista da primeira fase da minissérie "Engraçadinha: Seus Amores e Seus Pecados", em 1995, Alessandra Negrini entrou de cara para o rol de mulheres mais sensuais do país por conta de sua ousada ninfeta. Daí por diante, foi colecionando papéis desafiadores e assume que não esconde a preferência por vilãs. "São mais interessantes", diz a atriz, que relembra: "Fiz personagens densas e libidinosas durante toda a minha carreira". Mãe de Antonio, de 21 anos e Betina, de 13, a atriz surpreende os fãs com o corpo cada vez mais enxuto e a aparência que pouco mudou.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
Chico Barney
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
Redação
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
Da Redação
Universa
Colunas - Flavio Ricco
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
Da Redação
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
Colunas - Flavio Ricco
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
Topo