PUBLICIDADE
Topo

Especial BBB19

Cinco lições de outros realities para salvar o "BBB19" do marasmo

Brothers são acorrentados pela produção do "BBB19" em tentativa de provocar a discórdia, sem sucesso - Reprodução/GloboPlay
Brothers são acorrentados pela produção do "BBB19" em tentativa de provocar a discórdia, sem sucesso Imagem: Reprodução/GloboPlay

Felipe Pinheiro

Do UOL, em São Paulo

22/02/2019 04h00

Há mais de um mês no ar, o "BBB19" ainda não mostrou a que veio -- e se nada for feito existe o sério o risco de chegar ao fim como uma das edições com a pior audiência da história

O clima de harmonia entre os participantes tem feito a Globo sofrer para conseguir colocar "fogo no parquinho", expressão popularizada por Tiago Leifert em anos anteriores quando a adrenalina subia na casa. 

Quem poderá salvar a atual edição do "BBB"? A seguir, veja 5 lições (da concorrência e uma do próprio "BBB") que poderiam fazer a diferença.

  • "A Fazenda 10"

    Como em todos os anos, a produção do "BBB" seguiu a cartilha de escalar participantes de perfis bem diferentes entre si, mas algo deu errado nesse caldeirão que é o confinamento. Eles se esforçam em se dar bem e a rivalidade, que até existe, é resolvida com muitos diálogos e pedidos de perdão.

    Com um elenco de barraqueiros para ninguém botar defeito, inclusive com ex-BBBs, "A Fazenda 10" garantiu que nenhum peão ficasse em cima do muro e colocassem fogo no feno com tretas homéricas. Ana Paula Renault e Nadja Pessoa, por exemplo, eram alguns dos desafetos declarados.

    O "BBB" ainda tenta gerar algum conflito, mas o Jogo da Discórdia, promovido às segundas, prova a cada semana que os confinados estão mais preocupados com a boa convivência na casa que com o jogo. O resultado? Um clima de apatia de dar sono até no telespectador mais pacífico.

  • "De Férias com o Ex "

    Além de treta, o público espera muita pegação em reality shows onde os participantes passam meses confinados. Mas no "BBB19" o que se tem visto são os brothers pegarem o travesseiro para dormir. Rodrigo que o diga, já que ele foi criticado por atrapalhar os colegas com os roncos à noite.

    Neste quesito, o programa da Globo bem que podia seguir o exemplo do "De Férias com o Ex", da MTV, onde a pegação é levada ao extremo. Escalar uns ex e atuais dos participantes fora da casa poderia elevar a temperatura sob o edredom.

    Maycon, por exemplo, que era a promessa do galanteador desta edição, deveria ter pego umas dicas com André Coelho, o maior pegador de realities do Brasil. Na primeira temporada do "De Férias com o Ex", André se envolveu com duas mulheres ao mesmo tempo, sem contar os beijos que distribuía para quem quisesse. Aliás, ele é quase um ex-BBB, já que participou de uma seletiva do programa e ficou dentro de uma casa de vidro num shopping, em 2013.

  • "MasterChef Brasil"

    Nem todos os participantes perceberam, com todos os recados de Tiago Leifert, que eles estão ali pelo jogo. Ou seja, que foram escolhidos para levar entretenimento ao público de casa.

    Embora tenha uma proposta completamente diferente, isso é o que faz o "MasterChef Brasil". Ao exibir o reality praticamente o ano todo, sem um intervalo muito grande entre cada edição, a Band ensina para a Globo que é possível continuar levando emoção aos telespectadores mesmo com um formato batido.

    A audiência do "MasterChef" já não é a mesma, é verdade, mas a competição culinária mantém suas torcidas fiéis nas redes sociais pela rivalidade entre os cozinheiros. Até agora, o "BBB19" movimentou mais a internet pelos comentários infelizes feitos na casa, como declarações racistas e de intolerância religiosa, do que pelo jogo em si.

  • "Power Couple"

    A impressão é de que os brothers do "BBB19" estão mais preocupados com seus seguidores e a imagem que terão fora da casa que com o prêmio de R$ 1,5 milhão. Falta determinação, estratégia e até as combinações de votos mais escancaradas que movimentavam o programa.

    Com um grupo de subcelebridades, incluindo ex-BBBs, e seus cônjuges desconhecidos do público da TV, no "Power Couple", da Record, o que se vê é muita garra em cada prova pelos prêmios.

    Em três edições, o reality revelou a dupla Laura Keller e Jorge Sousa, que se autointitulou o casal kamikaze e venceu o programa, além de Nadja Pessoa, antes conhecida apenas como mulher do cantor D'Black e Rafael Ilha --campeão de "A Fazenda 10".

  • "BBB13"

    Será que Boninho e companhia estão mesmo usando todas as cartas na manga para tirar esse "BBB" do marasmo? Se o elenco não vem correspondendo, quem sabe não seria uma boa ideia convocar ex-BBBs com potencial de causar babado e confusão?

    O ex-BBB Nasser Rodrigues, em bate-papo com Ana Paula Renault no UOL Reage, lembrou que o próprio Big Boss já usou de uma estratégia que poderia mudar o destino do programa. O "BBB13", edição da qual ele participou, foi marcada pela divisão da casa entre novatos e veteranos.

    "O ex-participante vem com tudo porque quer jogar, quer mostrar", disse o ex-brother, que reclamou da falta de tramas neste "BBB". Leia mais

Especial BBB19