TV e Famosos

Como "Rock Story", relembre novelas em que o gênero foi mais que trilha

João Cotta/TV Globo
Imagem: João Cotta/TV Globo

Guilherme Bryan

Colaboração para o UOL

16/11/2016 07h00

Roqueiro de verdade nunca vai assumir que assiste a novelas na TV ou em sites especializados. Afinal, as tramas geralmente não combinam com a cara de bandido, requisito um dia realçado como fundamental por Rita Lee. Mas o fato é que o gênero musical anda de mãos dadas com os folhetins da Globo pelo menos desde a década de 1970, quando o rock de Raul Seixas embalava os capítulos de “O Rebu”.

Nem sempre só como trilha sonora, às vezes o rock é também pano de fundo para as tramas, como aconteceu com “Estúpido Cupido” e “Bambolê”, que resgatavam os rocks e jaquetas de couro dos anos 50, ou mais recentemente com a novelinha teen “Malhação” e sua Vagabanda. Muitas telenovelas também contaram com personagens roqueiros ou defensores de seus subgêneros, caso dos punks de “Ti Ti Ti” e da roqueira de dentes afiados de “Vamp”. Até mesmo o clássico do Led Zeppelin, “Stairway to Heaven”, já foi tema de personagem.

A aposta da vez é “Rock Story”, nova novela das sete que estreou há uma semana. A trama gira em torno de um roqueiro, Gui Santiago, interpretado por Vladimir Brichta, que fez sucesso nos anos 1990 e agora tenta voltar ao estrelado com o apoio de um dono de gravadora, Gordo (Herson Capri).

Confira abaixo alguns dos melhores momentos desse casamento:

  • Imagem: Cedoc/TV Globo
    Cedoc/TV Globo
    Imagem: Cedoc/TV Globo

    "O Rebu" (1974)

    Disputada a tapa por colecionadores, essa trilha musical chamou muita atenção na época por contar com uma maioria de canções compostas por Raul Seixas e Paulo Coelho. Para ambientar a trama que se passa numa única noite, quando acontece uma festa num casarão e um corpo é encontrado boiando na piscina, estavam ali, entre outras músicas, "Água Viva" e "Como vovó já dizia". Como vivíamos a fase mais dura do regime militar, os versos "Quem não tem colírio usa óculos escuros / quem não tem papel dá recado pelo muro / quem não tem presente se conforma com o futuro" foram substituídos por "Quem não tem filé come pão e osso duro / quem não tem visão bate a cara contra o muro".

  • Imagem: reprodução/TV Globo
    reprodução/TV Globo
    Imagem: reprodução/TV Globo

    "Escalada" (1975)

    Para uma novela que narra a escalada social e financeira de Antônio Dias (Tarcísio Meira), no período que vai de 1940 a 1975, a trilha sonora internacional contava com dois marcos iniciais da história do rock'n'roll - "(We're gonna) Rock around the clock", com Bill Haley & His Comets; e "Blue Suede Shoes", com Elvis Presley. Também estavam ali os sucessos de Paul Anka, "Diana" e "Put your head on my shoulder"; e de Neil Sedaka, "Oh! Carol" e "Stupid Cupid".

  • Imagem: Reprodução/TV Globo
    Reprodução/TV Globo
    Imagem: Reprodução/TV Globo

    "Estúpido Cupido" (1976)

    Pela primeira vez uma trilha sonora de telenovela atingia a marca de 750 mil cópias vendidas, e o mais curioso era que não se tratavam de canções novas que atingiam o topo das paradas de sucesso, mas, sim, uma seleção de clássicos do rock dos anos 1950 e 1960. Nada mais apropriado para uma história escrita por Mario Prata, ambientada na cidade fictícia Albuquerque, no Rio de Janeiro, e que retrata o comportamento da juventude do início dos anos 1960, vestida de jeans e jaquetas de couro, como prova de rebeldia. A pioneira Celly Campello aparecia com o tema de abertura, versão de Fred Jorge para o hit de Neil Sedaka; e "Banho de Lua", outra versão de Fred Jorge. Já o irmão dela, Tony Campello, cantava "Boogie do bebê", e Sergio Murilo, "Broto legal".

  • Imagem: Divulgação / TV Globo
    Divulgação / TV Globo
    Imagem: Divulgação / TV Globo

    "Sol de Verão" (1982)

    A trilha musical para a trama ensolarada de Manoel Carlos é um marco para o denominado BRock, o rock brasileiro dos anos 1980. Afinal, ali estão, entre outros, o megahit ?Você não soube me amar?, da Blitz; "Tempos Modernos", de Lulu Santos, que também aparece com a mais obscura "Tempo quente"; e "Coisas de casal", do Rádio Táxi. Mas o grande sucesso foi mesmo o tema romântico "Muito estranho (Cuida bem de mim)", cantado pelo roqueiro de Niterói (RJ), Dalto.

  • Imagem: Reprodução
    Reprodução
    Imagem: Reprodução

    "Um Sonho A Mais" (1985)

    A trama tresloucada de Lauro César Muniz e Daniel Más, a respeito de um homem que vivia numa bolha, foi a que mais reuniu sucessos do BRock. Estavam ali "Me Liga", dos Paralamas do Sucesso; "Corações Psicodélicos", de Lobão e Os Ronaldos; "Egotrip", da Blitz; "Me Leva pra Casa", do gaúcho Joe Euthanázia; "Vivendo Ilusão", do Rádio Táxi; e "Garota do Ano", de Arnaldo Brandão, com a participação da banda Brylho. Mas sucesso mesmo fez o marcante tema de abertura "Whisky a Go Go", do Roupa Nova, que acompanhava imagens de um baile típico dos anos 1950.

  • Imagem: Divulgação/Globo
    Divulgação/Globo
    Imagem: Divulgação/Globo

    "Ti Ti Ti" (1985)

    A trilha musical dessa novela de Cassiano Gabus Mendes pode não ter tido grandes rocks, além do tema de abertura, composto por Rita Lee e Roberto de Carvalho e gravado pela banda Metrô. Mas a personagem de estreia da atriz Beth Goffman, a punk Eduarda Macedo, entrou para a história em função do cabelo colorido, de mascar chicletes o tempo todo e fazer parte da turma da Lazinha (Claudia Jimenez).

  • Imagem: Bazilio Calazans / TV Globo
    Bazilio Calazans / TV Globo
    Imagem: Bazilio Calazans / TV Globo

    "Hipertensão" (1986)

    Poucas vezes se foi tão inusitado e criativo quanto o produtor musical Guti Carvalho quando escolheu a música "AA UU", dos Titãs, como tema do idoso fazendeiro Napoleão (Cláudio Correa e Castro), que colocava os empregados e os amigos Candinho (Paulo Gracindo) e Romeu (Ary Fontoura) para fazer ginástica a cada amanhecer. A trilha do remake da novela "Nossa Filha Gabriela", de Ivani Ribeiro, contou com outros rocks de sucesso, como "Toda Forma de Poder", dos Engenheiros do Hawaii; "Só Pro Meu Prazer", dos Heróis da Resistência; e, acredite se quiser, a gravação exclusiva para a novela feita por João Gilberto de "Me Chama", do Lobão.

  • Imagem: Nelson Di Rago/TV Globo
    Nelson Di Rago/TV Globo
    Imagem: Nelson Di Rago/TV Globo

    "Bambolê" (1987)

    A telenovela escrita por Daniel Más se passava no final da década de 1950, quando o rock começava a conquistar jovens mundo afora. Não é à toa que uma música bem ao estilo foi encomendada a Leo Jaime e serviu como tema de abertura. "Conquistador Barato" só não fez mais sucesso do que outra canção inédita que recuperava o clima das festinhas da época, "Festa do Amor", com Patrícia Marx, recém-saída do Trem da Alegria e iniciando na carreira solo. Também tocavam clássicos como "Jailhouse rock", com Elvis Presley; e "The Great Pretender", com os Platters.

  • Imagem: Reprodução
    Reprodução
    Imagem: Reprodução

    "Top Model" (1989)

    Quer mais roqueiro do que ter filhos chamados Elvis, Ringo e Lennon? E ter como tema o clássico "Stairway to Heaven", do Led Zeppelin? E contar como melhor amigo um dos ícones do rock brasileiro, Evandro Mesquita, como Saldanha, o dono de uma barraca de sucos e que adora tocar gaita? E ter sido casado com Rita Lee, como Belatrix, a mãe de Jane e Ringo? Pois todas essas são marcas do inesquecível Gaspar, interpretado por Nuno Leal Maia, em "Top Model", de Antonio Calmon.

  • Imagem: Divulgação/Vírgula
    Divulgação/Vírgula
    Imagem: Divulgação/Vírgula

    "Vamp" (1991)

    Claudia Ohana era Natasha, uma cantora de rock que, para brilhar na carreira, vendeu sua alma ao terrível conde Vladymir Polanski (Ney Latorraca), chefe dos vampiros que amedrontava a pequena cidade litorânea Armação dos Anjos. Na trilha musical da telenovela, a atriz cantava uma versão do sucesso dos Rolling Stones, "Sympathy for the Devil". Roqueiros também eram o tema de abertura, "Noite Preta", cantado por Vange Leonel; a divertida "Suga Suga", com João Penca e seus Miquinhos Amestrados; e "Tendo a Lua", dos Paralamas do Sucesso.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais TV e Famosos

Topo