TV e Famosos

Episódio reescrito, teaser sombrio... Séries reagem à presidência de Trump

Do UOL, em São Paulo

27/01/2017 04h00

Donald Trump assumiu seu lugar na Casa Branca na última sexta-feira (20) cercado por controvérsias – e por um clima de incerteza em torno de seu governo. Mas Hollywood já está reagindo à presidência do republicano: na TV, até roteiros precisaram ser reescritos por conta da vitória do bilionário.

Confira abaixo quais as séries que já se adaptaram de vez à Era Trump. 

  • Imagem: Divulgação
    Divulgação
    Imagem: Divulgação

    "Homeland"

    A sexta temporada estreou no início do mês focada no período de transição da fictícia presidente eleita Elizabeth Keane (Elizabeth Marvel). O criador Alex Gansa admitiu que teve medo de a eleição de Trump tornar a série "irrelevante", mas destacou que ela continua tendo muito em comum com a realidade. Assim como o republicano, Elizabeth tem um problema com as agências de inteligência. E Carrie (Claire Danes), agora em Nova York, trabalha com um grupo de americanos muçulmanos que são injustamente discriminados - mais atual, difícil.

  • Imagem: Divulgação
    Divulgação
    Imagem: Divulgação

    "House of Cards"

    Ainda se sabe pouco sobre a quinta temporada da série - e o público continuará assim por um bom tempo, já que ela só estreará no dia 30 de maio. Mas a Netflix já aproveitou a eleição de Trump para promover a produção: o primeiro teaser da nova temporada, bem sombrio, foi divulgado justamente no dia da posse do novo presidente dos Estados Unidos, e teve boa repercussão nas redes sociais.

  • Imagem: Reprodução
    Reprodução
    Imagem: Reprodução

    "South Park"

    A série animada teve de reescrever um episódio inteiro em um dia por causa da vitória de Trump. O episódio exibido em 9 de novembro, o dia seguinte às eleições, originalmente se chamaria "The Very First Gentleman" - algo como "o primeiro cavalheiro", uma referência a uma possível vitória de Hillary Clinton. Mas, por conta da vida real, sua história mudou e ele acabou se chamando "Oh, Jeez". A série ainda ganhou seu próprio Trump na figura de Mr. Garrison, que até adotou o cabelo do republicano e se mostrou muito despreparado para governar.

  • Imagem: Divulgação
    Divulgação
    Imagem: Divulgação

    "Black-ish"

    A sitcom centrada em uma família negra fez menção à vitória de Trump em um episódio exibido no início de janeiro, que foi muito elogiado pela crítica especializada. O resultado da eleição foi discutido no trabalho de Andre (Anthony Anderson) e uma colega defendeu o voto em Trump dizendo que o pai dela ainda estava desempregado, sua cidade natal estava na miséria e Hillary iria manter tudo igual. Andre, por sua vez, fez um discurso forte para responder a um colega que o questionou por não se envolver na discussão. "Eu amo esse país mesmo que às vezes não seja recíproco", disse, citando as dificuldades de ser negro nos Estados Unidos.

  • Imagem: Divulgação
    Divulgação
    Imagem: Divulgação

    "The Good Fight"

    Spin-off do sucesso "The Good Wife", a série estava sendo filmada havia oito dias quando o bilionário venceu a eleição. E isso alterou todo o rumo da série, já que os criadores apostavam na vitória de Hillary Clinton. Agora, a trama vai se iniciar no dia da posse de Trump e mostrará como os liberais estão reagindo ao novo governo, de acordo com seus criadores.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais TV e Famosos

Topo