Topo

Televisão

"Fofocando" na UTI: 5 sintomas que podem levar ao fim do programa do SBT

Do UOL, em São Paulo

11/01/2017 12h25

O "Fofocando" não anda nada bem e não é de hoje. Na verdade, o programa de fofocas já estreou mal e a cada dia que passa só piora.

O SBT não tem o bispo Edir Macedo e nem oração com copo d'água nas madrugadas, mas ainda tenta um milagre para evitar o fim da atração que foi criada às pressas por Silvio Santos.

O estado é grave e sua "morte", para os menos esperançosos, é uma questão de tempo. Será que haverá salvação? A seguir, lembre como o "Fofocando" foi parar na UTI:

  • Reprodução/Instagram/pfofocando

    Começando mal

    O mistério do homem do saco durou pouco. Menos de um dia. Logo após a estreia, o colunista Flávio Ricco, do UOL, revelou a identidade sujeito que se aproveita do disfarce para fazer comentários ácidos sobre famosos: um produtor da atração. O programa até tentou desmentir a descoberta, trocando o personagem com saco na cabeça. Mais uma vez, não funcionou. O colunista revelou o nome do novo sujeito

  • Reprodução/SBT.com.br

    Audiência que é boa, nada!

    Convocada para esquentar a audiência do "Fofocando", Mara Maravilha chegou cheia de si e, como em "A Fazenda", reality no qual roubou a cena em 2015, causou polêmica. Brigou ao vivo, fez comentários preconceituosos e levantou os ânimos da internet. A volta da apresentadora ao SBT, no entanto, só fez barulho. Os números no Ibope não aumentaram e o programa passa longe de estar uma "maravilha"

  • Reprodução/Instagram/euleodias

    Mordido pela venenosa

    Audiência nem sempre é tudo, é verdade, mas quando se peca em qualidade o problema é grave. O "Fofocando" estreou com notícias velhas e "chapa branca", fazendo propaganda de programas da casa. Para se tornar relevante, trouxe o jornalista especializado em celebridades Leo Dias. Mas mesmo as notas exclusivas não fizeram o público trocar de canal, que preferiu continuar com a venenosa Fabíola Reipert, na Record, e o trintão "Vídeo Show", na Globo

  • Reprodução / TV Globo/Divulgação / Photo Rio News

    Gêmeas em missão de salvamento

    Paola Bracho voltou! E a audiência do "Fofocando" foi lá pra baixo... A sétima reprise de "A Usurpadora", providenciada para dar um gás no programa de fofocas, fez os números que já eram preocupantes caírem ainda mais

  • Reprodução/SBT

    Últimos sinais vitais

    O "Fofocando" entrou em fase terminal. Em uma medida de emergência teve seu horário drasticamente alterado, para as manhãs, e perdeu meia hora de duração. O bolão está valendo: quantos dias você dá para o cancelamento do programa de Leão Lobo, Mamma Bruschetta e companhia?