Topo

Segundo Sol

Karola ou Pinóquio? Cinco mentiras da vilã em que até ela própria acreditou

Montagem/UOL
A vilã Karola: como Pinóquio, ela vai se arrepender de tanta mentira Imagem: Montagem/UOL

Guilherme Machado

Do UOL, em São Paulo

08/11/2018 04h00

"Segundo Sol" termina nesta sexta (9) e uma das reviravoltas que devem marcar o desfecho da trama de João Emanuel Carneiro é a redenção de Karola (Deborah Secco). A vilã, que passou a novela inteira ao lado de Laureta (Adriana Esteves) criando armadilhas para Luzia (Giovanna Antonelli), descobriu toda a verdade sobre seu passado e, arrependida de seus malfeitos, deverá sacrificar a própria vida para salvar a de Valentim (Danilo Mesquita).

Karola foi do céu ao inferno ao descobrir que era filha de Laureta e Severo (Odilon Wagner), e seu drama vem sensibilizando o público. Entretanto, ao longo de toda a trama, foi ela que enganou boa parte do elenco. A perua mentiu tanto, mas tanto, que talvez até ela tenha começado a acreditar no que falava.

Mas como a própria Karola descobriu, a mentira tem perna curta e, uma hora, não adianta mais tentar acobertar a verdade. O UOL relembra as maiores falácias da vilã na novela das 21h:

  • Montagem/UOL

    Beto tá morto! Beto tá vivo!

    A vilã já começou a novela mentindo sem ter medo do amanhã. Ela sempre dizia que amava Beto, mas nunca escondeu seu desejo de melhorar sua condição financeira. Por isso, ao mesmo tempo que lamentou, ficou animada com a possibilidade do cantor ter morrido no início da trama, pois sabia os benefícios que poderiam chegar à sua conta corrente.

    Quando descobriu que o noivo estava vivo, fez de um tudo para esconder a verdade, enganando a imprensa e os fãs enquanto se fazia de vítima. Até uma falsa gravidez ela inventou, e ainda escondeu a verdade da própria família do amado no início. Haja armação!

  • Monatagem/UOL

    Fiel, quando convém...

    Karola fingia que fazia jus ao nome e que era uma moça fiel. Mas, na verdade, às escondidas, ela e seu cunhado (agora também sabemos que seu tio) Remy (Vladimir Brichta), mantinham um caso secreto. Os dois, além de serem amantes, armaram poucas e boas para se darem bem, passando por cima de todo mundo.

    Em uma cena, Karola chegou até a afirmar que tinha "bodas de ouro de união escusa com Remy". Ou seja, enquanto encarnava a esposa fiel e azucrinava Beto com ciúmes de Luzia, fazia o marido de idiota com o próprio irmão dele.

  • Montagem UOL

    Norinha querida

    A vilã nunca escondeu que detestava Rosa (Letícia Colin). As duas viveram às turras e trocaram as mais diversas ameaças. Mas tudo mudou quando a namorada de Valentim ficou grávida e a vilã viu aí uma grande oportunidade. Era só fingir que a criança era de Valentim para conseguir garantir uma bela herança para a família. Afinal, Rosa estaria ligada ao moço para sempre e, por tabela, Karola e Laureta desfrutariam do dinheiro que seria da moça por direito.

    A vilã virou "Karolinha paz e amor" e começou a dizer que Rosa era a "melhor nora da história das galáxias" e que a amava. Mas bastou ser revelado que o bebê que Rosa esperava era filho na verdade de Ícaro (Chay Suede) para ela sair gritando: "Feto de quenga!" aos quatro ventos.

  • Montagem/UOL

    Meu ruruzinho!

    Talvez a mentira mais grave de Karola foi a farsa de que era mãe de Valentim, quando ela, na verdade, havia roubado o filho de Luzia. A vilã bateu os pés, se ajoelhou e jurou com todas as suas forças que Valentim era mesmo seu filho, até mesmo para Laureta, sua cúmplice no crime.

    Karola era tão fervorosa em sua defesa que algum desavisado que não tivesse visto o início da trama podia acreditar na sua "pós-verdade". O "ruruzinho", como costuma chamar Valentim, também acreditou na mãe até a reta final. Mas, convenhamos, que era difícil para Valentim saber que a mãe que conheceu o havia roubado de sua rival e o criado como filho.

  • Montagem/UOL

    É tudo culpa da Luzia

    Karola lembra a eterna Carminha, de "Avenida Brasil" (2012), no jogo de culpa. Enquanto a mulher de Tufão dizia que era tudo culpa da Rita, Karola sempre atribuía todas as suas desgraças a Luzia, a "marisqueira dos infernos".

    Segundo ela, Luzia matou o ex-marido, destruiu seu casamento com Beto, matou Remy... e se depender da vilã, a "marisqueira" também estourou a Revolução Francesa e começou a Terceira Guerra Mundial.

    Enquanto acusava a rival, Karola continuou armando, roubando e enganando. E o pior: todo mundo acreditou.