Topo

Televisão

MasterChef Brasil: 5 participantes que se rebelaram contra o reality

Fotomontagem/UOL/Reprodução/Band
Ana Paula Padrão com jurados do "MasterChef Brasil" Imagem: Fotomontagem/UOL/Reprodução/Band

Felipe Pinheiro

Do UOL, em São Paulo

21/08/2018 04h00

O clima de tensão do "MasterChef Brasil" não é marcado somente pela competição entre os participantes, que voltam à disputa na estreia de mais uma temporada do programa com profissionais nesta terça-feira (21), na Band.

Os atritos, às vezes, são entre os cozinheiros e os jurados Paolla Carosella, Erick Jacquin e Henrique Fogaça.

Até a apresentadora Ana Paula Padrão já foi alvo de alguma discórdia com os competidores.

A seguir, veja 5 participantes que já se rebelaram no "MasterChef":

  • Carol vs Henrique Fogaça

    Caroline Martins foi eliminada na edição de 2017 do "MasterChef" com amadores e voltou num clima de poucos amigos na repescagem.

    A pesquisadora sugeriu que o programa era armado e comprou briga com todos os jurados. Carol chamou de uma "palhaçada" a avaliação de seu prato e chegou a ser questionada por Fogaça se queria deixar a atração.

    "Na verdade, eu nem queria vir nessa repescagem", disse ela ao chef. "Não queria vir? Então vai embora, demorou, 1, 2, 3, vaza", disparou ele. Mesmo assim, ela escolheu se manter na disputa.

    Embora tenha sido eliminada, a participante entrou na escola Le Cordon Bleu em Londres por conta própria --o mesmo curso oferecido pelo programa ao vencedor. "O sonho não acabou", desabafou em uma rede social. Leia mais

  • Lucas vs Paola Carosella

    Lucas Furtado levou aquela bronca em rede nacional de Paola Carosella por ter recusado uma vaga no restaurante da chef argentina sem avisá-la.

    Depois de ser eliminado do "MasterChef", em 2015, Lucas começou um estágio em um restaurante concorrente, da chef Bel Coelho.

    Diante da chamada de atenção de Paola, Lucas se manifestou em suas redes sociais: "Achei a bronca completamente desnecessária, acho que qualquer problema que tivéssemos poderia ser resolvido em uma conversa à parte ou em uma troca de emails, não em um programa assistido por milhões de brasileiros. Eu não teria nenhum ressentimento se esse puxão de orelha acontecesse em uma conversa reservada, mas, não, infelizmente o sensacionalismo falou mais forte".

  • João vs Ana Paula Padrão

    A despedida de João, do "MasterChef Profissionais" de 2016, foi marcada pelo clima de tensão com Ana Paula Padrão.

    Ele, que já havia sido eliminado, se arrumava para ir embora quando afirmou que a apresentadora não poderia avaliá-lo por ser "leiga".

    "Eu sou leiga, mas eu sou a ponta final da tua profissão. Se você não me agradar, você não agrada ninguém", declarou a apresentadora, que ainda deu um último conselho. "A linha entre a opinião forte e a arrogância é muito tênue", disse ela.

  • Deborah vs Fogaça e Jacquin

    Deborah Werneck e Henrique Fogaça trocaram farpas no "MasterChef" com amadores do ano passado. Num dos entreveros, o chef lembrou que a participante havia deixado o pano cair dentro de uma panela de sopa.

    "Sim, chef. Mas eu não vi, não vi, chef", disse ela, tentando se defender. "A coisa está feia, hein?!", respondeu Fogaça. "Está mesmo!", respondeu Deborah.

    Surpreso com a reação da cozinheira amadora, o jurado a pressionou: "[A coisa] está feia mesmo. Tira o avental e vai embora!". Deborah contra-atacou com ironia: "Pode entregar o avental agora?".

    Erick Jacquin, que também teve atrito com a participante, saiu em defesa do colega: "Se tivesse feito isso comigo, você já estaria na rua. Na hora".

  • Marcelo vs Ana Paula Padrão

    A discussão esquentou entre Ana Paula Padrão e Marcelo em um programa especial de lavagem de roupa suja do "MasterChef Profissionais", em 2016.

    A edição trouxe à tona nas redes sociais a discussão sobre o machismo nas cozinhas profissionais após Ivo mandar Dayse varrer o chão. Ana Paula relembrou o episódio e bateu boca com o participante, que chegou a questionar a edição.

    Em certo momento, a apresentadora se irritou: "Deixa eu terminar de falar, Marcelo, por favor! Ele não disse 'Marcelo, vá varrer o chão', 'Dário, vá varrer o chão'. Nós estamos discutindo uma coisa que aconteceu. Ele poderia ter dito isso para um homem? Não sei, mas ele não disse. Ele disse para uma mulher. Eu não estou considerando isso. O público considerou isso um episódio de machismo".

    Marcelo terminou o desabafo falando que explorar "o lado machista em uma competição é pesado, desnecessário".