Topo

Novelas

Clube das Mulheres, Bataclã e outros núcleos que esquentaram as novelas

Divulgação/Globo/Montagem UOL
Novelas já exploraram todo o sex appeal de seus núcleos Imagem: Divulgação/Globo/Montagem UOL

Do UOL, em São Paulo

08/06/2018 04h00

A casa de Laureta em “Segundo Sol” é um desfile de beldades e onde a temperatura sobe nas cenas quentes de Ícaro (Chay Suede) e Rosa (Letícia Colin). Além do jeito histriônico da vilã, interpretada por Adriana Esteves, o núcleo é feito sob medida para explorar o "sex appeal" de seus personagens.

Essa fórmula já foi usada em outras tramas e o UOL relembra esses núcleos que deixaram saudades.

  • Divulgação/Globo

    Clube das Mulheres

    A casa de strip-tease de "De Corpo e Alma" (1992) era repleta de homens sarados e se tornou o point favorito da personagem Stella (Beatriz Segall), que adorava dançar com os garotões. Entre eles, o mais popular era Juca (Victor Fasano). O sucesso do núcleo foi tanto que vários Clube das Mulheres se espalharam pelo Brasil na época.

  • TV Globo/Márcio de Souza

    Muita "catiguria"

    A casa de Amélia (Susana Vieira) apareceu apenas nos primeiros capítulos de "Paraíso Tropical" (2007), mas foi o suficiente para causar um imenso alvoroço. Isso porque o núcleo foi marcado por atrizes que, além de esbanjarem sensualidade, demonstraram talento. O caso mais marcante foi o da prostituta Bebel, interpretada por Camila Pitanga. A personagem ganhou enorme repercussão e se tornou um ícone com seus bordões, como "catiguria" e "Que boa ideia esse casamento primaveril em pleno outono". O núcleo marcou ainda a estreia de Débora Nascimento na TV.

  • Reprodução/Youtube/Globo

    Dança explosiva

    Em "Duas Caras" (2008), Flávia Alessandra virava a cabeça dos homens na pele de Alzira, uma mulher que fazia shows mascarada e seminua em um bar. O núcleo deu uma bela dor de cabeça à Globo, que sofreu pressão do Ministério Público por conta da classificação indicativa _originalmente 12 anos. De um dia para o outro, o autor da novela, Aguinaldo Silva, precisou arranjar uma solução para o problema, e o jeito foi explodir o bar e encerrar a carreira de Alzira.

  • Tv Globo/Raphael Dias

    As meninas de Ivete

    O Bataclã era o local mais badalado de Ilhéus, principal cenário do remake de "Gabriela" (2012). Cheio de moças fortes e cheias de convicção, o bordel fazia contraponto ao clima opressivo e machista que cercava a região. As moças usavam de toda sua sensualidade para enlouquecer os coronéis, que não resistiam aos seus encantos. Com direito à estreia de Ivete Sangalo em novelas, o núcleo rapidamente se tornou um dos mais badalados, e promoveu ótimas reviravoltas.

  • Divugalção/TV Globo

    Paraíso da sedução

    Destaques de "O Outro Lado do Paraíso" os personagens da boate Love Chic e do garimpo mobilizaram o público em diversos momentos. Com personagens carismáticos, os núcleos conseguiram produzir alguns dos momentos mais interessantes da trama. Lindas e sedutoras, as meninas do Love Chic fizeram os homens de Pedra Santa enlouquecerem. Cheios de charme, os garimpeiros também trabalharam todo o seu poder de sedução, e cativaram os personagens e o público.