Topo

TV e Famosos

Após estreia na Globo do "É de Casa", ibope do SBT cresce 34%

Ricardo Feltrin

Ricardo Feltrin é colunista do UOL desde 2004. Trabalhou por 21 anos no Grupo Folha, como repórter, editor e secretário de Redação, entre outros cargos.

Colunista do UOL

31/10/2015 07h00

A aposta da Globo em acabar com a programação infantil aos sábados e substitui-la por um programa verborrágico e de amenidades é provavelmente um dos grandes erros da emissora em 2015.

Desde que o "É de Casa" estreou, em agosto, a Globo só fez ficar em segundo lugar no horário, dando ao SBT a liderança isolada.

Foram 12 confrontos e 12 derrotas consecutivas da Globo para o "Sábado Animado", que inclui a faixa da Disney --contrato assinado pela TV de Silvio Santos com o estúdio norte-americano.

Nos meses anteriores à estreia do "É de Casa", a Globo liderava o ibope das manhãs de sábado com média de 6,5 pontos. O SBT vinha em segundo com 4,9 pontos e a Record, em terceiro, com 4,6.

Após a estreia, porém, o ibope da Globo caiu para 5,9 pontos, o SBT subiu para 6,6 pontos --um crescimento de  34% e a captura do primeiro lugar isolado.

Aliás, mesmo com arrendondamento de casas decimais fica 6,6 (ou melhor, 7) para o SBT e 5,9 (6) para a Globo.

Cada ponto de ibope em SP vale por 67 mil domicílios.

Mais TV e Famosos