Topo

TV e Famosos


Clima pesa e gravações de "Velho Chico" já estão atrasadas

Roberto Filho/Brazil News
Benedito Ruy Barbosa e Luiz Fernando Carvalho (ao centro) têm se desentendido nos bastidores de "Velho Chico" Imagem: Roberto Filho/Brazil News
Ricardo Feltrin

Ricardo Feltrin é colunista do UOL desde 2004. Trabalhou por 21 anos no Grupo Folha, como repórter, editor e secretário de Redação, entre outros cargos.

Colunista do UOL

14/04/2016 13h26

A novela “Velho Chico”, da Globo, está com bons índices de audiência na comparação com suas antecessoras. No entanto, o clima nos bastidores é dos piores. Esta coluna apurou que um dos principais focos de tensão tem nome e sobrenome: Luiz Fernando Carvalho, o diretor.

Um dos problemas mais sérios ocorre entre o escritor Benedito Ruy Barbosa e o diretor Carvalho. Velhos parceiros de tantas novelas, desta vez os dois estão se estranhando e em atrito constante.

O motivo é que, para Benedito, Carvalho está “dilacerando” a história que ele escreveu.

De fato, o diretor está mesmo (como sempre) “editando” alguns capítulos de “Velho Chico” a seu gosto: o rumo da coisas, a importância e a duração desta ou daquela cenas, a eliminação de outra… Enfim, a história, do jeito que está indo ao ar, não está do agrado do novelista. E está cada vez mais atrasada.

Por meio da CGCom, a Globo negou que a novela esteja com problemas com a seguinte frase: "Não procede. Toda novela com duas fases tem suas complexidades de produção". Vale dizer, a emissora sempre nega que haja quaisquer problemas de relacionamento em suas produções, como ocorreu com a diretora Amora Mautner durante as gravações de "A Regra do Jogo"

Caiuá Franco/Globo/Divulgação
"Velho Chico" tem melhor audiência de uma novela das 21h desde "Império" Imagem: Caiuá Franco/Globo/Divulgação


Além disso, “Velho Chico” também está sofrendo um mal que acometeu outras produções da emissora, no passado: está com gravações atrasadas, e com pequena margem de capítulos prontos.

Segundo esta coluna apurou, hoje há por volta de apenas 15 capítulos de “frente”, quando o padrão em uma novela das 21h30 na Globo é de pelo menos 30 capítulos.

Carvalho também estaria “causando” em outras “frentes”: por exemplo, antes da estreia foram selecionadas ao menos 15 crianças que participariam da trama, mas a maioria foi limada pelo diretor (para desgosto dos pais e, mais ainda, dos pequenos atores).

Outro exemplo: o diretor Carvalho já mudou de ideia em cima da hora sobre o intérprete de um determinado personagem, mesmo depois de o ator (que se apresentou ao diretor) já ter assinado contrato com a Globo. Ele teria implicado com a aparência do ator, que não combinaria com o personagem que ele imaginava.

Há ainda artistas e pessoal de produção locados em várias cidades do país, e em alguns dias essas equipes ficam completamente ociosas, seja devido à confusão ou ao atraso nas gravações.

O elenco e a produção de Velho Chico, portanto, estão vivendo uma verdadeira “novela” dentro da novela.

IBOPE DO CHICO

“Velho Chico” vai muito bem de audiência. É o maior ibope (até o 25º capítulo) desde “Império”, de Aguinaldo Silva.

A trama de Benedito Ruy Barbosa registra até aqui 29,5 pontos e 43% de share na Grande São Paulo.

A antecessora “A Regra do Jogo”, por exemplo, no mesmo período deu 25,3 pontos e 38% de share.

Ei! Ei! Agora este colunista também está no twitter: @feltrinoficial

Mais TV e Famosos