Topo

TV e Famosos

Mulheres são 68% do público de Porchat; maioria é da classe C

Divulgação/EduMoraes/Record
Em seu segundo dia, Programa do Porchat caiu 30% no ibope Imagem: Divulgação/EduMoraes/Record
Ricardo Feltrin

Ricardo Feltrin é colunista do UOL desde 2004. Trabalhou por 21 anos no Grupo Folha, como repórter, editor e secretário de Redação, entre outros cargos.

26/08/2016 11h05Atualizada em 26/08/2016 11h57

O novo “Programa do Porchat”, que estreou ontem à noite na Record, representa uma reviravolta na carreira de seu apresentador.

Enquanto no canal pago Multishow (Globosat) a maioria do público de Fabio Porchat é formado pela chamada “molecada”, sendo que boa parte das classes sociais B e A (nessa ordem), na TV aberta Record o talk-show do humorista e ator teve um público completamente distinto, ao menos na estreia.

Vejam abaixo alguns dados exclusivos obtidos pela coluna:

- Mais de 3 milhões de pessoas assistiram a pelo menos 1 minuto de Porchat nas 15 principais regiões metropolitanas do país, medidas pela Kantar Ibope;

- 56% da audiência era da  classe C; 30% das classes AB

- 18% do público tinha entre 25 e 34 anos; 23% tinham de 35 a 49 anos

- 62% do público da estreia eram compostos por mulheres, e 38% de homens

HISTÓRICO

Em sua estreia, o "Programa do Porchat" liderou o ibope na grande São Paulo, com 9 pontos de média (cada ponto = 69 mil domicílios). Ontem, porém, caiu 30%, para 6 pontos, e fechou em terceiro, atrás de SBT e Globo.

twitter: @feltrinoficial

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais TV e Famosos