TV e Famosos

"Dilma vai atrair público por muito tempo", diz humorista que faz paródia

Reprodução/Instagram
Dilma Ducheff, personagem criada pelo humorista Márvio Lúcio, há um ano em cartaz Imagem: Reprodução/Instagram
Ricardo Feltrin

Ricardo Feltrin é colunista do UOL desde 2004. Trabalhou por 21 anos no Grupo Folha, como repórter, editor e secretário de Redação, entre outros cargos.

30/08/2016 09h33Atualizada em 30/08/2016 15h17

No próximo mês, Márvio Lúcio, o Carioca, completa um ano percorrendo o Brasil travestido de presidenta. A peça "Saudando a Mandioca", stand-up com cerca de 1 hora de duração, já foi visto m praticamente todos os Estados do país, por 35 mil pessoas.

Já há apresentações marcadas até dezembro, mas Márvio diz que a ideia é continuar. Para ele, o interesse do brasileiro pela quase ex-presidenta nunca vai terminar. E a peça ainda deve ficar um bom tempo em cartaz. Carioca diz que teve sorte também ao apostar no impeachment  desde o princípio, quando ela era apenas uma possibilidade.

No teatro, Dilma Ducheff encara a plateia. Se você for daqueles que não quer correr risco de ser o centro das atenções do espetáculo, e de sofrer inclusive "bullying teatral", a sugestão é fugir das primeiras fileiras. 

Veja a seguir a entrevista de Marvio Lúcio ao UOL:

Já são quantos meses em cartaz, quantas apresentações e qual o público estimado de "Dilma Ducheff, Saudando a Mandioca"?

Márvio Lúcio -  Estou fazendo um ano de espetáculo agora em setembro. Até aqui são 45 apresentações, no país inteiro, público de cerca de 35 mil pessoas.

Se o impeachment for confirmado, você acha que o público vai continuar interessado em Dilma e, consequentemente, no personagem que você criou?

Claro que vai, sempre, a  história é recente, todos estamos nessa turbulência circense que é a política brasileira. Além disso você acha que a Dilma vai deixar o Brasil ser governado (por Temer)? Claro que não, vai encher o saco. (risos)

Sobre agenda, tenho apresentações já agendadas até dezembro, mas a ideia é continuar saudando a mandioca (hehe). Imagina a Dilma comentando o que ainda está por vir, cada ação do novo (eventual) governo!

E o Moro com o Lula? E a cassação do Eduardo Cunha? Olha, ainda faltam muitos capítulos e desfechos nessa história..

Nos últimos meses você foi fazendo adaptações às apresentações de “Saudando a Mandioca”, à medida que novas histórias iam surgindo na operação Lava-Jato, no Congresso etc. Ou seja, como diria um jargão inverso, você tem mexido em time que está ganhando... por quê?

Márvio Lúcio - Acho que o ponto central do espetáculo é a própria história que vem sendo desenhada por nossas autoridades. O espetáculo tem piadas, mas nele cabe uma reflexão,  para que as pessoas também se coloquem no lugar de Dilma.

Será que só o PT é corrupto? Será que só o círculo de Dilma cometeu infrações? Nós brasileiros temos muito isso do famoso “jeitinho”, e é essa a verve da peça.

Ainda vamos saudar a mandioca por muito tempo. Enquanto o brasileiro olhar só para si, fizer uso da lei de Gerson, enquanto continuar a querer só levar vantagem em tudo, a corrupção seguirá cultural e parte da nossa vida.

Apesar disso, seu show é bastante crítico à ex-presidente, ao PT e aos petistas, embora "bata" em todo mundo. Alguma vez você foi xingado, ameaçado, ou as pessoas levantaram e foram embora das apresentações?

Márvio Lúcio - Acho que duas vezes. Claro que podem ser pessoas plantadas para isso mesmo, ou pode ser alguém ficou insatisfeito de verdade. Porque você sabe que Dilma Ducheff (a personagem central do stand-up) vai para o enfrentamento e mexe bastante com o público, Mas, olha, se de 35 mi pessoas apenas duas reclamaram… acho que está ótimo.

Qual sua opinião como eleitor e cidadão a respeito do governo da personagem que você "adotou”?

Olha, o humor é excelente ferramenta para informar as pessoas. POr exemplo, empresas contratam humoristas porque, segundo elas próprias, o humor é a melhor forma de comunicação para boa parte de seus funcionários.

Então a Dilma Ducheff vai contar para as pessoas o que está acontecendo no país. Quando comecei, em setembro do ano passado, o impeachment ainda não era algo óbvio. Apostei nisso e tive sorte. De certa forma muitos brasileiros têm aversão à política, e o humor ajuda a reduzir essa, digamos, azia.

Você pensa em montar um novo show agora que houve o impeachment?

Márvio Lúcio - A saudação da mandioca é o que amarra essa triste história da República. Não vejo sentido em mudar o show, seria oportunismo, até. Minha intenção é brincar, debater, continuar a refletir o  atual momento, Quanto mais discutirmos política (ainda que pelo humor), melhor será nossa democracia. 

@feltrinoficial

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais TV e Famosos

Topo