Topo

TV e Famosos

Em 11/09, "Plantão da Globo" chegou a quase 60 pontos de audiência

José Camilo Vergara/Courtesy - Library of Congress
TVs do mundo todo transmitiram ataques terroristas contra os EUA ao vivo Imagem: José Camilo Vergara/Courtesy - Library of Congress
Ricardo Feltrin

Ricardo Feltrin é colunista do UOL desde 2004. Trabalhou por 21 anos no Grupo Folha, como repórter, editor e secretário de Redação, entre outros cargos.

11/09/2016 08h01Atualizada em 11/09/2016 10h01

Em 11 de setembro de 2001, todas as emissoras abertas do Brasil foram obrigadas a interromper sua programação para transmitir ao vivo imagens do ataque que assombrava Nova York.

A primeira a parar tudo foi a Globo, que passou dos 8 pontos de ibope médio do então infantil “Bambuluá” para mais de 20 pontos e questão de minutos com seu primeiro “Plantão”.

A emissora interrompeu tudo, até propagandas, até a metade da tarde daquele dia, priorizando a transmissão.

Segundo levantamento da Kantar Ibope, todas as emissoras abertas fizeram 15 plantões extraordinários.

Guardadas as diferenças de metodologia e de universo pesquisado pelo Ibope à época, foi a maior audiência já registrada pela TV numa terça-feira.

O plantão do final da noite na Globo, exibido depois da novela “Porto dos Milagres”, chegou a registrar 56 pontos de média no Painel Nacional de Televisão, e 58 pontos em São Paulo.

twitter: @feltrinoficial

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais TV e Famosos