TV e Famosos

Tá na cara que o SBT se inspira no "Legendários", diz Marcos Mion

Manuela Scarpa/Brazil News
Desde a estreia na Record, Marcos Mion é vice-líder isolado e deixa o SBT em terceiro Imagem: Manuela Scarpa/Brazil News
Ricardo Feltrin

Ricardo Feltrin é colunista do UOL desde 2004. Trabalhou por 21 anos no Grupo Folha, como repórter, editor e secretário de Redação, entre outros cargos.

10/10/2016 07h20Atualizada em 10/10/2016 10h56

Nesta entrevista exclusiva, Marcos Mion ironiza as muitas tentativas e  alterações na programação do SBT nos últimos seis anos. Tudo para tentar destroná-lo de um nada mal 2º lugar isolado no ibope em todo o país. O SBT até aqui não teve sucesso, porém.

Mion, 37,  espeta especificamente o “Sabadão com Celso Portiolli”, programa que o SBT estreou na segunda metade do ano passado para --mais uma vez--  combater o “Legendários”, e que hoje tem vários quadros semelhantes ou aparentemente  inspirados no programa da Record.

“Canjica Show”, “O Melhor Artista Que Você Nunca Viu”, “Legendete Por Um Dia”, desafio da dança e outros quadros  da Record parecem ter “adaptações” na atração do sábado à noite no SBT. Apesar disso, Portioli ainda está longe de ameaçar o “vice” reinado de Mion.

“Acho que ultimamente o SBT tem feito um estudo sobre o ‘Legendários´”, ironiza Mion.

“Não estou dizendo que inventei a roda, mas parece mesmo que o SBT tem copiado ou adaptado quase todos os quadros que dão certo para a gente. Não deixa de ser um bom sinal.” Mion está rindo, mas no fundo fala sério.

Sobre 2017, ele duvida que a Record queira mudar seu programa para as segundas, levando  Xuxa para os sábados, como alguns sites publicaram nos últimos dias. Na verdade, conforme esta coluna antecipou ontem, há outras possibilidades em estudo na Record, como trocar os horários entre Xuxa e Sabrina Sato.

“Não sei de onde saiu isso, mas,  para dizer a verdade, não teria nenhum problema em mudar de horário ou mesmo fazer um programa inteiramente novo. Me sinto hoje em condições de fazer qualquer coisa. Mas, para que mudar agora?”

Sobre a Globo, da qual já foi ator, Mion diz que a mudança de Serginho Groisman para a faixa das 23h30, batendo de frente com seu programa, é bem-vinda, mas desafiadora.

Leia a seguir trechos da entrevista com Marcos Mion:

Impressão minha ou você tem um pé atrás ou receio da imprensa?

Marcos Mion - Medo, não. Respeito. Veja, eu venho de uma família normal, eu comecei no teatro, um mundo em que a imprensa não se interessa. Nos primeiros anos da MTV, de repente isso mudou, mas eu continuei preservando minha intimidade. No começo não abria nada da minha vida privada. Até hoje, veja só, eu não convido imprensa para minha casa, por exemplo.

Já mostrei, mas isso acabou. Não quero mais mostrar aonde moro, a rotina da minha família, a minha. Acho que a imprensa tem de ter liberdade, mas ter um limite. Quando eu penso em vida de celebridade eu penso na Eliana, na Galisteu, não em mim... (risos)...

Mas algum jornalista ou veículo já te incomodou?

Mion - Uma vez teve uma revista que agiu comigo de uma forma tão torpe e baixa que eu vou te falar… Eu cancelei até a assinatura.

Se evita expor sua vida privada, por que você decidiu fazer uma declaração pública no caso do Romeu (filho de 10 anos, que tem autismo)?

Mion - Alguns motivos: ajudar a conscientizar. Há muitas pessoas que descobriram que o filho tinha autismo por causa da minha declaração. É uma missão que Deus me deu, e ao Romeu. Só que eu sou só a ferramenta, mas quem me ensina é ele...  

Você está há seis anos num horário que estava meio morto fora da Globo, e hoje é vice-líder isolado…

Mion - A história do sábado é muito legal. Antes do “Legendários” só tinha filme na Record, no SBT e na Globo. Aí a gente começou a dar certo, e o programa começou a se aproximar também da Globo, chegava a 12 pontos de média, 17 pontos de pico. Foi muito louco.

Você sabe a quantidade de vezes que o SBT já mexeu na programação do sábado para tentar desbancar o nosso programa? Fizeram 16 programas. Até que agora começaram a copiar mesmo… risos

Sério, fale mais sobre isso…

Eu não preciso falar, é só ligar (no "Sabadão", com Portiolli) e assistir.

Pode afirmar que é plágio?

Não vou ser pedante e dizer que é plágio, mas acho que o SBT realmente gosta demais do "Legendários" (gargalha). O que muito me honra, aliás.

Além disso agora a Globo “baixou” o Serginho Groisman para bater de frente no meu programa. É desafiador.

Você esperava lá atrás, na MTV, na Band, que um dia você teria um programa totalmente autoral disputando horário nobre?

Sabe que isso é muito louco? Nunca pensei, mas no fundo eu sempre soube que queria trabalhar para entreter as pessoas. Para um comunicador, o desafio foi entrar na TV aberta. E eu consegui. Eu fui abençoado por Deus em todas as TVs em que estive

O que você acha dessa geração de Youtubers? Hoje em dia viraram figurinhas carimbadas em programas de TV e em comerciais... tenho uma curiosidade... Na sua opinião eles agregam audiência para a TV (quando convidados)?

Mion - Nunca notei nenhum aumento de audiência por causa de youtuber...

Não acha que muitos fazem hoje na internet o que você fazia dez anos atrás na MTV?

MIon - É, sim, mas naquele tempo era tudo ao vivo e sem edição. 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais TV e Famosos

Topo