TV e Famosos

"Hipster da PF" nega violação de códigos e diz que pode dar entrevistas

Reprodução
Lucas Valença dá entrevista a Fátima Bernardes; ele nega violação de conduta na PF Imagem: Reprodução
Ricardo Feltrin

Ricardo Feltrin é colunista do UOL desde 2004. Trabalhou por 21 anos no Grupo Folha, como repórter, editor e secretário de Redação, entre outros cargos.

29/10/2016 08h30Atualizada em 29/10/2016 08h34

Apesar de a própria PF ter confirmado que Lucas Valença, mais conhecido como o Hispter da Federal, está sob processo disciplinar (ele é suspeito de violar códigos de conduta da corporação), sua assessoria de imprensa que qualquer tipo de processo interno contra o agente esteja em andamento.

Em comunicado enviado no final da noite de ontem à coluna, a assessoria do policial nega que ele tenha recebido admoestação, punição ou que esteja sendo sob escrutínio de seus superiores

Oficalmente, a PF não comenta processos disciplinares, mas a coluna (e vários outros veículos) confirmaram junto a policiais federais em Brasília que o processo foi, sim, aberto.

O motivo da investigação --confirmada pela PF, portanto-- foi que Lucas, 30 anos, aceitou dar entrevistas a sites e programas de TV, como o “Encontro com Fátima”, da Globo sem autorização de seus superiores. A atitude pode ter infringido até a quatro normas diferentes do estatuto da PF, segundo esta coluna publicou ontem com exclusividade.

Lucas Valença ficou conhecido no país simplesmente porque acompanhou o ex-deputado Eduardo Cunha durante sua prisão, na semana passada. Sua bela aparência chamou a aparência de muitas usuárias de redes sociais e ele logo virou mais um “sex simbol” instantâneo.

Depois da condução do político, preso hoje em Curitiba, Lucas, 30 anos, aceitou convites para programas e, com isso, pode ter violado códigos da corporação; ele nega e diz que o convite se deveu a sua beleza ter chamado a atenção da imprensa.

Veja o comunicado da assessoria:

“Lucas Valença não foi convidado para conceder entrevistas enquanto representante da Polícia Federal, mas sim na condição de cidadão que possui interesse na sociedade. Valença não foi exonerado e nem  afastado do cargo, nenhuma notificação chegou ao agente. (...)

Também não recebeu nenhum tipo de aconselhamento de adiantar férias. As entrevistas foram dadas depois que Lucas teve a confirmação de que as férias foram autorizadas.

É inverdade que Lucas esteja respondendo a qualquer procedimento administrativo, que tenha sido admoestado por conta das entrevistas concedidas e que teria sido avisado que estaria violando o estatuto da profissão.

Além disso o agente não foi aconselhado a deixar de ir a programas de TV e conceder entrevistas. Não contratou empresário e, para auxílio, conta com a ajuda de assessoria de imprensa de seu amigo pessoal.

Lucas Valença reforça todo seu respeito  para com a PF e, principalmente, em relação a investigações protagonizada por profissionais, sempre protegidas pelo sigilo e confidencialidade. Assessoria Lucas Valença”

CONTINUA?

Segundo esta coluna apurou, até a noite de quinta-feira, o "hipster da federal" negociava participação (sem cachê) em algum quadro do "Fantástico", que poderia ser exibido neste ou no próximo domingo.

twitter - @feltrinoficial

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais TV e Famosos

Topo