Coluna

Ricardo Feltrin

Doação anônima final do Teleton 2016 foi do fundador da Cyrela

Divulgação
Empresário Elie Horn idealizou Instituto que combate a exploração sexual de crianças Imagem: Divulgação
Ricardo Feltrin

Ricardo Feltrin é colunista do UOL desde 2004. Trabalhou por 21 anos no Grupo Folha, como repórter, editor e secretário de Redação, entre outros cargos.

06/11/2016 17h40Atualizada em 06/11/2016 17h40

A última doação que fez o Teleton 2016 atingir sua meta de arrecadação, já nos instantes finais da campanha, foi feita pelo empresário e filantropo Elie Horn, fundador da construtora Cyrela.

Segundo esta coluna apurou, Horn fez a doação de forma anônima no total de R$ 200 mil; nas redes sociais, porém, minutos após o encerramento, surgiram especulações de que quem fizera a doação fora o próprio Silvio Santos, “com vergonha” de que a meta de R$ 27 milhões do Teleton 2016 não fosse atingida por pouco: R$ 200 mil.

A teoria “conspiratória” ganhou força porque quem anunciou a doação fora Renata, justamente a filha de Silvio Santos que menos aparece diante das câmeras.

Horn estava no SBT desde a madrugada divulgando uma campanha de combate à exploração sexual infantil no Brasil, por meio do Instituto Liberta (que é comandado por uma coalização liderados por Luciana Temer, filha do presidente da República.

Judeu, nascido na Síria (Aleppo), 72 anos, Elie Horn aderiu no ano passado ao programa de filantropia The Giving Pledge e anunciou que doará 60% de sua fortuna para a filantropia.

twitter - @feltrinoficial

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Topo