Coluna

Ricardo Feltrin

Com programa gravado, Eliana tem mais audiência do que ao vivo

Leonardo Nones/Divulgação/SBT
Programa Eliana cresceu 10% no ibope desde que começou a ser gravado Imagem: Leonardo Nones/Divulgação/SBT
Ricardo Feltrin

Ricardo Feltrin é colunista do UOL desde 2004. Trabalhou por 21 anos no Grupo Folha, como repórter, editor e secretário de Redação, entre outros cargos.

25/11/2016 12h55Atualizada em 25/11/2016 13h19

A princípio considerada mais uma decisão polêmica do dono da emissora, o SBT definiu no mês passado que o programa “Eliana”, exibido aos domingos, não seria mais ao vivo: passaria a ser gravado.

Pois bem, após quatro semanas os números (exclusivos) mostram que a atração do SBT está tendo melhor resultado nessa nova fase.

A média dos últimos quatro programas gravados foi de 8,05 pontos na Grande SP.

Nas quatro semanas anteriores, com exibição ao vivo, essa média foi de 7,31 pontos.

Ou seja um crescimento em torno de 10% na nova fase. Apesar disso, o programa continua sendo 3º lugar em audiência, com Record em 2º e Globo em 1º

Veja abaixo a comparação:

Eliana - Ao vivo

02/10: 6,78 pontos de média
09/10: 8,03
16/10: 7,21
23/10: (Último programa ao vivo): 7,23 pontos de média

Média: 7,31

Eliana - Gravado

30/10: 8,57 pontos de média
06/11: 8,51
13/11: 8,68
20/11: 6,46
Média: 8,05

@feltrinoficial

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Topo