Coluna

Ricardo Feltrin

Após cortes, pânico toma conta do jornalismo da Globonews e da Globo

Reprodução/Facebook/Bianca Ramoneda
Bianca Ramoneda foi dispensada após duas décadas na Globonews Imagem: Reprodução/Facebook/Bianca Ramoneda
Ricardo Feltrin

Ricardo Feltrin é colunista do UOL desde 2004. Trabalhou por 21 anos no Grupo Folha, como repórter, editor e secretário de Redação, entre outros cargos.

Colunista do UOL

17/01/2017 11h44

Uma enorme insegurança abateu as equipes de jornalismo da Globo e da Globonews, no Rio e em São Paulo.

As demissões de Luiz Ernesto Lacombe e Bianca Ramoneda, da Globonews, são apenas o começo de um processo de “reestruturação” no canal pago, e que provavelmente vai se estender não só aos demais canais da Globosat, mas até à própria Globo, segundo fontes ouvidas pela coluna nesta terça-feira (17).

Lacombe e Ramoneda trabalhavam no Grupo Globo havia quase duas décadas e foram  tomados de surpresa com a demissão repentina

O caso de Ramoneda causou ainda mais surpresa, já que ela vinha preparando novos programas especiais “Ofício em Cena”, onde estrelas da dramaturgia nacional são entrevistadas na Globonews.

E os cortes ainda devem continuar. Embora esteja longe de ter prejuízo, a expectativa do Grupo Globo é de queda nos lucros no balanço de 2016. Essa é a justificativa para a suposta necessidade de “ajustes” e "reestruturação", como foi informado a funcionários na última segunda.

Na TV Globo, as equipes de jornalistas dos “SPTV” e "RJTV" primeira e segunda edição, por exemplo, já estão trabalhando no “osso” desde o ano passado. Muitas pautas chegam a ser descartadas simplesmente porque não há quem faça.

O temor agora é que a Globo inicie um processo de corte de todos os contratos mais antigos no jornalismo, assim como tem feito na dramaturgia.

Muitos jornalistas veteranos com contrato vencendo este ano estão em pânico, pois acham que emissora não fará a renovação.

@feltrinoficial

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Topo