Coluna

Ricardo Feltrin

Repórter Ernesto Varela, criado por Marcelo Tas, ganha canal no YouTube

Divulgação
Marcelo Tas diz que gastou quase 10 anos para conseguir regularizar acervo de Ernesto Varela, o repórter Imagem: Divulgação
Ricardo Feltrin

Ricardo Feltrin é colunista do UOL desde 2004. Trabalhou por 21 anos no Grupo Folha, como repórter, editor e secretário de Redação, entre outros cargos.

Colunista do UOL

08/02/2017 10h14Atualizada em 08/02/2017 20h00

Um dos personagens mais icônicos e engraçados da história da TV aberta no Brasil ganhará seu próprio canal no YouTube no próximo dia 15 de março.

Ernesto Varela, o repórter de mentirinha que incomodou praticamente todos os políticos entrevistados desde que estreou na TV Gazeta em 1983, terá o canal “Ernesto Varela Upload”.

No total o hilário Ernesto estrelou cerca de 80 vídeos (programas); Marcelo Tas disse à coluna que foi bem difícil colocá-los no ar, quase sempre por questões legais.

Segundo ele, foram cerca de 10 anos para catalogação, decupagem e análise dos vídeos. Tanto trabalho ocorreu porque Tas teve de retirar de todo esse acervo todas as trilhas sonoras originais usadas na TV e substitui-las por trilhas autorais novas.

Isso ocorreu porque na década de 80 ainda não havia a internet e portanto nenhum contrato dá direito de uso dessa produção em uma outra mídia que não seja a TV.

A Globo, por exemplo, tem sofrido com um problema semelhante quando tenta exibir suas produções mais antigas  no canal pago Viva. Os contratos que ela assinou com artistas até a segunda metade dos anos 90 não previam que a emissora pudesse exibir essas produções em outras mídias --no caso a TV paga.

“Nossos vídeos (que ele fez em parceria com o hoje famoso diretor Fernando Meirelles) tinham músicas de João Gilberto, Dorival Caymmi e outras estrelas da música, mas não tínhamos direito de usá-las no You Tube, que caracteriza ‘outra mídia’. Por isso tivemos de arrancá-las e substitui-las por outras”, afirma.

Só esse trabalho de substituição de trilhas durou mais de um ano.

Para estrelar o canal, Tas diz que contou com o apoio ainda do velho parceiro da produtora Olhar Eletrônico.

“Fernando (Meirelles) foi muito generoso comigo e me cedeu gratuitamente a parte dele dos direitos. Então o canal agora será oficialmente meu. Quero dizer, do Varela”, brinca Tas sobre seu personagem e alter-ego.

Para quem estiver com pressa, já é possível se divertir pelo acervo de "Ernesto Varela" antes mesmo dele chegar ao You Tube: ele já pode ser acessado na URL ernestovarela.com.br

Em novembro passado, o personagem ganhou até uma exposição em São Paulo, como informou o colunista Maurício Stycer, do UOL.

@feltrinoficial

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Topo