Coluna

Ricardo Feltrin

Defesa de Celso Russomano recorre de ação trabalhista de ex-namorada

Marlene Bergamo/Folhapress
Ex-namorada move processo trabalhista contra Celso Russomanno Imagem: Marlene Bergamo/Folhapress
Ricardo Feltrin

Ricardo Feltrin é colunista do UOL desde 2004. Trabalhou por 21 anos no Grupo Folha, como repórter, editor e secretário de Redação, entre outros cargos.

Colunista do UOL

17/02/2017 08h18Atualizada em 17/02/2017 10h22

O escritório Dorta & Horta Advogados, que representa o apresentador e deputado federal Celso Russomanno (PRB-SP), disse à coluna que vai recorrer da ação em que uma ex-namorada do deputado, a jornalista Flavia Feola, move na Justiça do Trabalho.

Segundo a defesa, Russomano não era empregador direto de Feola, e sim a Rede Brasil TV. Porém o deputado e apresentador da Record está incluído na ação. A defesa de Flavia alegou que ele é corresponsável.

Todas as demandas da ex-funcionária são de responsabilidade da empresa, e não dele, diz o escritório. "É uma empresa solvente, sem problemas em responder (à ação)."

Na audiência de instrução, testemunhas da jornalista afirmaram que o deputado tinha “prestígio de sócio”.

“A Justiça Trabalhista não tem nenhum valor indenizatório definitivo”, diz a defesa a respeito do  “valor da ação amplamente divulgado” (R$ 200 mil).

Flavia Feola teria pedido indenização de R$ 2 milhões, mas a Justiça já determinou a redução para 10% desse valor --decisão sobre a qual também cabe recurso.

Para o escritório, “o envolvimento do nome do deputado é, de fato, questão pessoal da Flavia, tanto que ele é citado sempre sem qualquer razão”.

A coluna está tentando entrar em contato com a jornalista Flavia Feola. Quando obtiver uma resposta, sua versão dos fatos será incluída neste texto.

@feltrinoficial

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Topo