Coluna

Ricardo Feltrin

Marcos Mion estreia canal de humor e "trollagem" de clipes na internet

Edu Moraes/Rede Record
Além do "Legendários", na Record, Marcos Mion agora também está na rede Imagem: Edu Moraes/Rede Record
Ricardo Feltrin

Ricardo Feltrin é colunista do UOL desde 2004. Trabalhou por 21 anos no Grupo Folha, como repórter, editor e secretário de Redação, entre outros cargos.

Colunista do UOL

20/02/2017 07h09Atualizada em 20/02/2017 07h47

Com anos de atraso, o apresentador Marcos Mion estreou seu canal oficial de You Tube na última sexta-feira

Na estreia, ele “trollou” o clipe “Chantaje”, da cantora colombiana Shakira, lançado no final do ano passado.

Ironizar clipes foi um dos quadros de maior sucesso de Mion quando trabalhou na MTV.

O quadro do novo canal foi batizado de “Vale a Pena Ver Direito”.

“Mas a gente vai falar de tudo sobre todo mundo”, diz Mion na apresentação, ao lado de seu cover físico Mionzinho.

Após três dias, o  canal já conta com quase 12 mil inscritos.

Sobre a estreia (com atraso de quase 10 anos) no You Tube, Mion disse que “vendeu o fax para investir tudo nisso”. Ele também ironizou Celso Portiolli, outro “youtuber” das antigas.

A migração de estrelas da TV para a internet continua. No próximo mês, dia 15, outra celebridade chegará com atraso à plataforma de vídeos: Marcelo Tas, que lançará ao mesmo tempo dois canais.

@feltrinoficial 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Topo