Coluna

Ricardo Feltrin

Após mais de um ano, Record volta a ser 2º lugar isolado em ibope no Brasil

Reprodução/Instagram/ahickmann
O quarteto do "Hoje em Dia": Ticiane Pinheiro, Cesar Filho, Renata Alves e Ana Hickmann, em foto do Instagram Imagem: Reprodução/Instagram/ahickmann
Ricardo Feltrin

Ricardo Feltrin é colunista do UOL desde 2004. Trabalhou por 21 anos no Grupo Folha, como repórter, editor e secretário de Redação, entre outros cargos.

Colunista do UOL

02/03/2017 07h33Atualizada em 02/03/2017 12h47

Após 14 meses de vitórias consecutivas do SBT, a Record virou o jogo em fevereiro e voltou a ser a vice-líder isolada em audiência em todo país nas 24 horas do dia, segundo dados consolidados de audiência da Kantar Ibope, em estudo exclusivo obtido pela coluna.

E não foi uma virada qualquer. A Record fechou o mês com média de 5,6 pontos, contra 5,2 do SBT, o que representa, no arrendondamento, uma vitória por 6 a 5 --ou seja, a Record abriu uma boa vantagem sobre a concorrente que vinha vencendo desde o final de 2015.

A Globo manteve a sua tradicional liderança com 13,8 pontos (0,3 a mais que janeiro).

Mesmo assim foi o melhor fevereiro da RecordTV (novo nome da emissora) desde 2009, quando obteve 5,8 pontos nas 24 horas do dia.

A Record já vinha encostando na emissora de Silvio Santos desde meados do ano passado, conforme esta coluna antecipou.

Em janeiro, último mês que o SBT ficou na frente, a vantagem  fora de apenas 0,2 ponto (5,5 x 5,3).

Cada ponto de audiência no PNT equivale a cerca de 246 mil domicílios nas 15 principais regiões metropolitanas do país.

Os dados desse estudo vão de 1º a 27 de fevereiro. O último dia do mês passado (não somado para que este estudo pudesse ser adiantado) não interferiu no resultado.

ESTUDO COMPLETO

Esse índice de audiência do Painel Nacional de Televisão inclui não só o ibope da TV aberta sintonizada de forma regular, mas também o que as emissoras obtêm com o acesso que ocorre via TV por assinatura. Trata-se da medição mais  completa da Kantar Ibope. 

Segundo o estudo, a queda do SBT ocorre porque a emissora perdeu terreno nas faixas horárias vespertina, quando caiu de 6,5 para 6,1, e noturna (18h à 0h). 

Nas manhãs, com o bom desempenho dos jornalísticos e do "Hoje em Dia", a Record subiu de 3,8 em janeiro para 4,1, enquanto que o SBT estagnou em 4,0 pontos.

Já às tardes o SBT baixou de 6,5 pontos para 6,1, enquanto que a rival da Barra Funda passou de 7,1 pontos para 7,6, entre outras coisas graças ao ótimo desempenho do "Balanço Geral", com Reinaldo Gottino, e o quadro "Hora da Venenosa", com Fabíola Reipert.

No horário nobre o SBT também perdeu público. Caiu de 8,3 para 7,8 pontos, enquanto que a Record subiu de 9,0 para 9,2.

Cabe lembrar que, apesar de o SBT ter ficado como vice nos últimos meses no PNT, era a Record que vinha na vice-liderança em São Paulo, principal mercado publicitário do país.

twitter: @feltrinoficial

Facebook: Ooops - Feltrino

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Topo