Coluna

Ricardo Feltrin

Fox Sports completa 2 anos como vice em horário nobre; SporTV lidera

Divulgação
Fox Sports mudou logo após tragédia da Chapecoense Imagem: Divulgação
Ricardo Feltrin

Ricardo Feltrin é colunista do UOL desde 2004. Trabalhou por 21 anos no Grupo Folha, como repórter, editor e secretário de Redação, entre outros cargos.

Colunista do UOL

09/03/2017 19h27Atualizada em 10/03/2017 11h18

Cinco anos após sua chegada na TV paga nacional, o canal Fox Sports comemora mais um ano como vice-líder no horário nobre no país entre homens de 18 a 49 anos (o público alvo).

Fevereiro fechou o segundo ano consecutivo com o canal do Grupo Fox em segundo, mas não é uma posição confortável: a ESPN Brasil está colada, com apenas um décimo a menos nessa faixa.

Na média do primeiro bimestre, segundo dados consolidados de audiência da Kantar Ibope, o FS obteve 0,21 ponto contra 0,20 da rival do Grupo Disney.

Para a equipe do FS o momento não tem a ver só com números. Serviu também como uma "homenagem" aos membros da equipe que morreram na tragédia do voo da Chapecoense no final do ano passado.

O SporTV lidera com folga (0,64). Cada ponto de audiência equivale a cerca de 245 mil domicílios nas 15 principais regiões metropolitanas do país.

De certa forma a briga Fox Sports x ESPN lembra uma versão na TV paga para a disputa que assistimos entre  Record-SBT pela vice-liderança na TV aberta.

Os canais esportivos (e seus muitos eventos exclusivos) são a grande moeda de troca e o maior patrimônio que os grupos de mídia nacionais ou internacionais têm na hora de negociar remunerações com as operadoras em qualquer país.

Dois anos atrás o FS marcou média em horário nobre de 0,19. No ano passado, subiu para 0,23.

A ESPN Brasil obteve 0,16 em 2015, 0,18 no ano passado e agora 0,20.

Twitter e Facebook: @feltrinoficial 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
UOL Entretenimento
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
UOL Entretenimento
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Topo