Coluna

Ricardo Feltrin

Veja 10 coisas (muito) irritantes na TV paga no Brasil; cite outras

Getty Images/iStockphoto
Imagem: Getty Images/iStockphoto
Ricardo Feltrin

Ricardo Feltrin é colunista do UOL desde 2004. Trabalhou por 21 anos no Grupo Folha, como repórter, editor e secretário de Redação, entre outros cargos.

Colunista do UOL

16/03/2017 07h11Atualizada em 16/03/2017 15h28

Vamos citar hoje, quinta-feira (16), algumas coisas que irritam muitos assinantes da TV paga no Brasil.

Esse setor tem perdido assinantes-clientes nos últimos dois anos (cerca de 1 milhão) e há vários motivos: crise econômica atingindo famílias, preço dos pacotes, reclamação sobre o conteúdo (repetições, principalmente) e, claro, a expansão de serviços de streaming como Netflix, que oferecem muitos produtos que estão na TV paga, mas por um preço muito inferior.

Veja abaixo uma lista de reclamações frequentes (no final no texto dê sua opinião e  conte o que mais incomoda você na TV por assinatura):

 1. Canais inúteis nos pacotes. Ok, isso não é tanto culpa das operadoras porque há uma legislação que obriga a inclusão de canais públicos e/ou de fantasmas, como a TV Senado e a TV Assembleia, para ficar só na esfera legislativa, mas há porcaria para todos os (des) gostos.

Getty Images/iStockphoto
Imagem: Getty Images/iStockphoto

2. Não há pacotes sob medida. Por que diabos até hoje as operadoras não têm um serviço que ofereça ao assinante apenas os canais que ele quer realmente assistir? É inaceitável que o (a) consumidor (a) que não suporta esporte seja obrigado a receber trocentos canais que nunca vai ver 
 
Divulgação
Imagem: Divulgação
3. O canal que você gosta sempre faz parte de outro pacote. Não é um mistério que seus canais preferidos sempre estão no outro pacote “goldenmegaplus”, muuuuito mais caro? Mais misterioso ainda é que canais como Comedy Central, Lifetime – que não são HD – geralmente só estão incluídos em pacotes HD
 
Divulgação
Imagem: Divulgação
4. Repetição infinita dos filmes. Até três canais exibindo o mesmo filme ao mesmo tempo pode parecer uma idiotice, mas na verdade esse é o status quo da TV por assinatura no país. Há filmes que chegam a ser exibidos três vezes no mesmo dia, mais de 30 vezes num mês, nos mais diversos horários. Até você dormir.
 
Reprodução
Imagem: Reprodução
5. 5 min de seriado, 3 minutos de propaganda institucional. Canais como Warner, Sony, Fox, TNT e tantos outros não param de olhar para próprio umbigo quando exibem filmes ou séries, porque a cada cinco minutos param a exibição para passar comerciais sobre a própria programação. Podiam sossegar o facho, né?
 
Reprodução
Imagem: Reprodução
6. De novo esse comercial de site de viagem? Pelo amor de Deus, além de parar a programação a cada cinco minutos, os canais pagos têm pouquíssimos anunciantes, então devem oferecer “descontão” para qualquer empresa que decida anunciar. Só isso explica porque o hipster bobão do site de viagem não desaparece da nossa TV
 
Getty Images/iStockphoto
Imagem: Getty Images/iStockphoto
7. Programas demais falando dos mesmos temas. Até uns dois anos atrás a moda na TV paga eram os programas de fantasmas e assombrações. O momento agora é dos tais programas sobrevivencialistas, com caçadores e solitários morando nos locais mais recônditos do planeta. Bem, de certa forma alguns também parecem assombrações
 
Getty Images
Imagem: Getty Images
8. "No momento todos os nossos operadores…": Utilizar o SAC de boa parte das operadoras pode variar de um exercício de paciência a uma ameaça de infarto, tal o (não raro) despreparo de atendentes. Não tinha uma tal lei que obrigava a esses serviços a atender em alguns minutos? Pois ela nunca deve ter sido obedecida
 
Getty Images/iStock
Imagem: Getty Images/iStock
9. “O senhor não teria interesse em estar trocando…” Atender a ligação com presteza quando a gente mais precisa, nunca. Mas, ligar para sua casa antes das 9h e à noite para oferecer um fantástico “upgrade” (mais caro) no seu pacote de canais, ah, sim! Para isso o “atendimento” das operadoras é nota 10.
 
Getty Images/iStockphoto
Imagem: Getty Images/iStockphoto
10. Ser obrigado a receber canais corsários e de igrejas pedintes: tinha de estar no estatuto do Consumidor ou até na Constituição o DIREITO ao assinante de se RECUSAR a receber canais religiosos em seus pacotes, com direito a substituição. É imoral que todos sejam obrigados a receber essa ladainha religiosa 24 horas por dia.
 
Facebook e Twitter: @feltrinoficial

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Topo