Coluna

Ricardo Feltrin

Operadoras de TV dizem que não receberam proposta da Simba, que nega

Divulgação
Simba nasceu de conversas entre Silvio Santos, Edir Macedo (foto) e Marcelo de Carvalho e Amílcare Dallevo, da RedeTV Imagem: Divulgação
Ricardo Feltrin

Ricardo Feltrin é colunista do UOL desde 2004. Trabalhou por 21 anos no Grupo Folha, como repórter, editor e secretário de Redação, entre outros cargos.

Colunista do UOL

28/03/2017 07h02Atualizada em 28/03/2017 11h04

Sob condição de anonimato, fontes dos dois lados da disputa em andamento entre TVs abertas e operadoras têm versões diferentes sobre o fim do sinal analógico, processo que pode deixar Record, SBT e RedeTV de fora dos pacotes de TV paga a partir desta quarta (29).

A Sky não teria recebido proposta da Simba até o momento. A joint-venture rebate que seu executivo Marco Gonçalves nem sequer teria sido recebido pela empresa. Fontes ligadas à operadora corrigem: ele até foi recebido, mas não trouxe nenhuma proposta.

A Net, segundo esta coluna apurou, ainda estaria em negociação com a Simba.

As três TVs abertas exigem ser remuneradas pelo sinal HD que vão ceder a partir de amanhã.

Elas argumentam que a Globo e a Band são remuneradas. É verdade, mas é importante lembrar que esses dois canais estão incluídos em uma cesta de outros canais pagos, que no caso da Globo-Globosat soma dezenas.

As operadoras, porém, dizem que não podem arcar com mais esse custo e tampouco repassá-lo aos assinantes, dado o momento de crise econômica. Essa também é a posição da ABTA (Associação Brasileira de TVs por Assinatura).

A Simba rebate dizendo que as operadoras têm muita “gordura” em suas receitas, e que podem arcar com uma remuneração estimada em mais de R$ 840 milhões anuais sem repassá-la aos assinantes.

Record, SBT e RedeTV! Criaram a Simba para defender seus interesses não s[ó junto a operadoras, mas junto a órgãos do governo e até uma eventual parceria futura na TV paga.

Os três canais estão fazendo campanha inclusive em seus telejornais responsabilizando as operadoras caso os canais sumam do line-up dos assinantes nas próximas horas.

hoje a Sky encerrou a transmissão das três TVs no Distrito Federal, segundo o site Notícias da TV. E a guerra continua.

Na verdade todos saem perdendo com a briga. Se deixar a TV paga, os três canais deverão perder bastante audiência. A TV paga também perderá, pois a audiência desses canais também é uma grande fatia dessa mídia.

A 24 horas da “morte” do sinal analógico, pelo menos 7,1 milhões de domicílios na Grande SP com TV paga, quase 20 milhões de telespectadores potenciais,  podem começar a nova “era” já sem três canais abertos.

Twitter e facebook: @feltrinoficial

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Topo