Coluna

Ricardo Feltrin

Novela da Globo "A Padroeira" estreia na próxima segunda na TV Aparecida

Divulgação/Tv Globo/Cristiana Isidoro
Deborah Secco e Maurício Mattar formavam o casal principal da novela "A Padroeira", 2001 Imagem: Divulgação/Tv Globo/Cristiana Isidoro
Ricardo Feltrin

Ricardo Feltrin é colunista do UOL desde 2004. Trabalhou por 21 anos no Grupo Folha, como repórter, editor e secretário de Redação, entre outros cargos.

Colunista do UOL

10/04/2017 13h00Atualizada em 11/04/2017 14h06

A novela “A Padroeira”, de Walcyr Carrasco, estreia na próxima segunda-feira às 19h na TV Aparecida (UHF). Exibida originalmente em 2001, é a primeira novela da Globo a ser exibida em outra emissora nacional.

Também será a primeira vez que a Globo cede gratuitamente uma obra sua para uma outra TV.

A emissora da família Marinho está fazendo a gentileza em homenagem aos 300 anos em que a imagem da Santa foi encontrada por pescadores no Rio Paraíba. O acerto foi feito diretamente entre a família, que é católica, e o arcebispo emérito de Aparecida, dom Raymundo Damasceno Assis, 80 anos.

A TV Aparecida terá de pagar apenas os direitos de imagem do elenco, bem como os direitos autorais das músicas incluídas na obra.

A emissora vai exibir a novela duas vezes ao dia. Às 19h sempre um capítulo inédito; às 22h30, a reprise.

Com 215 capítulos, “A Padroeira” foi exibida pela Globo entre junho de 2001 e fevereiro de 2002, e trouxe Deborah Secco, Maurício Mattar, Mariana Ximenes e Rodrigo Faro no elenco, entre outros.

Desde o ano passado a TV Aparecida vem apostando em programação laica, como programas sertanejos e de entretenimento, além de filmes históricos de faroeste. Em fevereiro, anunciou a contratação da jornalista Maria Cândida (ex-Globo e ex-Record). Claudete Troiano (ex-"Mulheres", da TV Gazeta) é uma das estrelas da casa.

A emissora católica também fechou um acordo com o humorista Renato Aragão para exibir 12 longas de “Os Trapalhões” este ano. Aragão, que e devoto da Santa, também não vai cobrar nada pela cessão de seus filmes.

@feltrinoficial

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
UOL Entretenimento
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
UOL Entretenimento
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Topo