Coluna

Ricardo Feltrin

Programa de Bial terá pouco (ou nenhum) humor e entrevistas internacionais

Reprodução/TV Globo
Jornalista, escritor e poeta Pedro Bial vai comandar o novo talk-show na Globo a partir do próximo mês Imagem: Reprodução/TV Globo
Ricardo Feltrin

Ricardo Feltrin é colunista do UOL desde 2004. Trabalhou por 21 anos no Grupo Folha, como repórter, editor e secretário de Redação, entre outros cargos.

Colunista do UOL

20/04/2017 07h46Atualizada em 20/04/2017 08h42

O programa de entrevistas e variedades com Pedro Bial, que a Globo estreia no próximo mês em horário nobre, terá ao menos duas diferenças em relação ao seu antecessor, o “Programa do Jô”.

A primeira é que até o momento não foi pensado nenhum quadro de humor. Claro, muitos convidados poderão divertir o público, mas, a princípio, trata-se de um programa sério, assim como seu "comandante".

A segunda é que o programa não vai se limitar ao estúdio da Globo: equipes de jornalismo exclusivas irão entrevistar personalidades não só do Brasil, mas também internacionais.

Um dos primeiros entrevistados a aparecer em "Conversa com Bial" (nome escolhido) deverá ser o ex-presidente do Uruguai José Mujica, 81 anos. 

Outras personalidades internacionais também estão sendo sondadas, inclusive europeias.

Equipes de jornalismo também poderão fazer reportagens exclusivas; inclusive a ideia é que, sempre que possível, o programa também traga e apresente furos jornalísticos.

A atração também vai abordar temas como saúde, segurança e educação. E cada um desses assuntos terá um especialista convidado. Com prioridade máxima, o programa conta com uma equipe em torno de 60 pessoas --a maior equipe da casa em um programa, seja diário ou semanal.

Conforme o colunista Maurício Stycer, do UOL, revelou ontem, o programa nem estreou e já passa por sua primeira saia-justa: o logotipo divulgado é extremamente parecido com uma atração da TV Brasil.

Depois da matéria de Stycer, a Globo retirou imagens de divulgação da rede. 

@feltrinoficial

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Topo