Coluna

Ricardo Feltrin

Record e SBT recuperam (aos poucos) o ibope perdido na TV paga em SP

Divulgação/Record
Silvio Santos e Edir Macedo, os principais acionistas da Simba Content, que ainda conta com RedeTV! Imagem: Divulgação/Record
Ricardo Feltrin

Ricardo Feltrin é colunista do UOL desde 2004. Trabalhou por 21 anos no Grupo Folha, como repórter, editor e secretário de Redação, entre outros cargos.

Colunista do UOL

10/05/2017 07h02Atualizada em 10/05/2017 08h09

Aos números: em março, antes do corte do sinal nas operadoras Net e Sky (e Claro TV), a Record marcava média de 6,4 pontos de audiência entre o público da TV por assinatura na Grande São Paulo. Em abril essa média caiu para 3,5 pontos.

Já o SBT antes do corte registrava média de 4 pontos na TV por assinatura. Em abril essa média foi de 2,4 pontos. Cada ponto em SP equivale a 70,5 mil domicílios na região paulista.

Apesar de quedas 46% e 40% na comparação com março, respectivamente, os números estão sendo comemorados pois indicam uma recuperação (ainda que lenta) entre o público da TV paga em relação aos primeiros dias após o corte. Na primeira semana pós corte a média da Record, por exemplo, foi de 2,4 pontos.

Em outras palavras: mesmo sem presença nas maiores operadoras, Record está sendo sintonizada por cerca de  250 mil domicílios com TV paga na Grande São Paulo, enquanto que o SBT o está por quase 170 mil domicílios.

Esse público pode:

1) estar assistindo Record e SBT por meio da Vivo (única que manteve os sinais);

2) ter comprado uma antena digital e a instalado em seu aparelho de TV;

3) Ter passado a usar a antena digital coletiva em prédios e condomínios

Rememorando: SBT, Record e RedeTV! integram a empresa Simba, que cortou seus sinais das maiores operadoras na Grande São Paulo (e no Distrito federal). A Simba reivindica remuneração pelos sinais das três emissoras. As operadoras se recusam a pagar.

O impasse fez com que a Simba cortasse os sinais das três TVs, que por sua vez desabaram na audiência.

A audiência da TV paga, por outro lado, cresceu.

No mês passado, só os canais fechados registraram 21,4 pontos de média, contra 18,9 em março. Em São Paulo cada ponto vale por 70,5 mil domicílios. 

Apesar disso, por causa do corte dos sinais em SP e no DF, a média de audiência de Record, SBT e RedeTV! já está sendo afetada na média mensal em todo o país na TV por assinatura.

@feltrinoficial

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Topo