Coluna

Ricardo Feltrin

Canais Simba estancam queda de ibope no país após corte de sinal na TV paga

Divulgação
Silvio Santos (SBT), Edir Macedo (Record) e Marcelo Carvalho e Amilcare Dallevo (Rede TV!), do grupo Simba Imagem: Divulgação
Ricardo Feltrin

Ricardo Feltrin é colunista do UOL desde 2004. Trabalhou por 21 anos no Grupo Folha, como repórter, editor e secretário de Redação, entre outros cargos.

Colunista do UOL

01/06/2017 22h15Atualizada em 01/06/2017 22h15

Os três canais representados pela Simba (Record, SBT e RedeTV) fecharam o mês de maio no país com audiências médias muito semelhantes às registradas antes do corte de seus sinais na TV por assinatura de São Paulo e no DF.

Isso significa que as emissoras estancaram a queda causada pelo corte, provocado pelo impasse nas negociações: a Simba quer cobrar pelos sinais, as operadoras dizem que não pagam.

Em maio, na média 24 horas no país (Painel Nacional de Televisão) a Globo permaneceu  líder isolada com 14 pontos (cada ponto no PNT é igual a cerca de 240 mil domicílios).

Em segundo, nas casas decimais, ficou a Record com 5,31 pontos, seguida de perto pelo SBT, com 5,27. A RedeTV fechou com 0,4.

Na comparação antes e depois do corte de sinal, a audiência da Record está apenas 5% menor. A do SBT, 1% menor; Já a da RedeTV! está idêntica.

Curiosamente, nesse período, o ibope da Globo ficou 3% menor nas 15 principais regiões metropolitanas do país.

A Band, que também mantém seu sinal na TV por assinatura, fechou maio com 1,5 ponto --o mesmo registrado antes do corte das concorrentes.

Esses dados são consolidados, mensurados pela Kantar Ibope

NINGUÉM MAIS SAI

Nos bastidores a Simba tomou a decisão de não cortar os sinais em nenhuma das próximas regiões do país que tiverem “apagão” do sinal analógico (Goiânia e Salvador devem ser as próximas).

Por enquanto continuam as negociações para que os sinais voltem na Grande SP e no DF, mas as operadoras Net Claro, Sky e Vivo estão irredutíveis e não vão aceitar pagar nenhum centavo pela cessão dos sinais abertos.

Não descartam porém negociar por eventuais novos canais pagos oferecidos pela joint-venture.

Por enquanto Record, RedeTV! e SBT estão sendo transmitidas pela Vivo, mas a operadora já avisou que não vai aceitar pagar nada e poderá cortar os sinais ainda este mês.

@feltrinoficial

Conheça o site Ooops!

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Topo