Coluna

Ricardo Feltrin

Nº de assinantes da TV paga em São Paulo "volta" a setembro de 2013

Shutterstock
A TV por assinatura no país perdeu 171 mil clientes de março para abril; só em SP foram cerca de 22 mil Imagem: Shutterstock
Ricardo Feltrin

Ricardo Feltrin é colunista do UOL desde 2004. Trabalhou por 21 anos no Grupo Folha, como repórter, editor e secretário de Redação, entre outros cargos.

Colunista do UOL

14/06/2017 06h03Atualizada em 14/06/2017 15h03

Dados de assinantes de TV paga divulgados pela Anatel mostram que abril fechou com 18,76 milhões de pontos no país. Foram 171 mil assinantes a menos que em março (18,93 milhões, ou cerca 1% a menos).

Em abril do ano passado havia 18,908 milhões que estavam listados. Os números apontam que o setor passa, no mínimo, como boa parte da economia nacional, por um longo período de estagnação. E até de queda, se recuarmos para 2014 (leia mais abaixo).

SÃO PAULO

Na cidade de São Paulo, a TV paga encerrou abril com 2,397 milhões de assinantes, contra 2,419 milhões em março (perda de cerca de  22.400 assinantes ou cerca de 1% da base de assinantes, o que está dentro da margem habitual).

Embora não seja um percentual alto, o número de abril na cidade é o menor da TV por assinatura desde setembro de 2013, quando havia 2.377 milhões de assinantes. Ou seja, quase quatro anos com a mesma base.

PORÉM...

É bom lembrar que, conforme informou com exclusividade o site "Notícias da TV", os números divulgados recentemente pela Anatel sobre a base de assinantes de TV no país são, para dizer o mínimo, questionáveis. (“Planilha revela que Anatel divulga dados fictícios da TV por assinatura”)

Também vale lembrar que, em março, as maiores operadoras de TV por assinatura em São Paulo perderam três canais abertos: Record, SBT e RedeTV!, representados pela joint-venture Simba. Mas não é de possível de forma alguma relacionar os números da TV paga de abril à saída desses canais.

Procurada pela coluna, a Associação Brasileira de TVs por Assinatura (ABTA) disse, por meio de sua assessoria, que "o desempenho de setor reflete a crise econômica do país”.

Desde o final de 2014 o setor perdeu cerca de 1 milhão de assinantes no país.

No entanto, conforme esta coluna informou no dia 6, nos últimos sete anos o tempo de consumo de TV por assinatura no Brasil cresceu 50%.

Ou seja, o número de assinantes pode não estar crescendo, e até caindo, mas o tempo que aqueles que ainda têm TV paga ficam diante dos canais exclusivos é maior. 

@feltrinoficial

site Ooops!

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Topo