Coluna

Ricardo Feltrin

Na estreia, nova grade derruba ibope da Record em SP; TV vê situação normal

Blad Meneghel/ Record TV
Juliana Knust interpreta rainha na nova novela da Record, "Belaventura"; trama estreou em 2º lugar ontem Imagem: Blad Meneghel/ Record TV
Ricardo Feltrin

Ricardo Feltrin é colunista do UOL desde 2004. Trabalhou por 21 anos no Grupo Folha, como repórter, editor e secretário de Redação, entre outros cargos.

Colunista do UOL

26/07/2017 13h46Atualizada em 26/07/2017 13h57

Com a mudança de horários e estreias de várias atrações, a audiência da Record ontem sofreu uma grande queda, quando comparada com os índices da terça-feira anterior.

Em alguns casos o ibope dos horários chegou a cair até 38%, segundo dados consolidados mensurados pela Kantar Ibope.

A emissora, por meio de sua assessoria, informa que esses resultados são iniciais, temporários e que a nova grade vai agradar ao público rapidamente (leia mais abaixo).

As principais mudanças da emissora ocorreram no horário nobre. Vamos aos números:

Das 18h à 0h o ibope da Record ontem caiu 24% na comparação com a terça-feira anterior. De 9,3 pontos, caiu para 7,1 ontem (cada ponto equivale a 70,5 mil domicílios em SP).

Na mesma faixa, o SBT cresceu 5% (de 8,1 para 8,5). A Globo também cresceu 8% (de (28,8 para 31,2).

Na Record, a reprise de “Os Dez Mandamentos” passou a ser exibida ontem entre 18h17 e 19h18, e fechou com 6,5 pontos. Amargou o quarto lugar em audiência, atrás de Globo (26,7), SBT (8,2) e Band (6,7). 

A novela bíblica registrou 37% menos audiência que em 18 de julho quando no horário era exibido ainda o “Cidade Alerta”.

Depois da novela veio a estreia do telejornal regional “SP Record”. O novo produto ficou em segundo lugar isolado, com 7,1 pontos. Porém, na comparação com a semana anterior, a média caiu 38%.

Nessa faixa a Globo liderou a audiência com 31,2 pontos; o SBT ficou em terceiro com 6,2 pontos de média;  e a Band em quarto, com 5,5 pontos.

Ainda ocorreu ontem na Record a estreia da novela épica “Belaventura”, que marcou 8,1 pontos, e também ficou em segundo lugar isolado. No entanto, caiu 32% na comparação com a semana anterior (11,9).

As mudanças aparentemente também afetaram a novela “O Rico e Lázaro”, que marcou 9,9 pontos e perdeu o segundo lugar para o SBT (11,3).

Na comparação com a semana anterior, a novela perdeu 7% de audiência.

OUTRO LADO

Por meio de sua diretoria de Comunicação, a Record afirmou que “esta é a grade que (a emissora) vai oferecer aos telespectadores a partir de agora. Nada vai mudar, os resultados vão acontecer (rapidamente), o que já está ocorrendo em algumas praças, como Salvador --onde “Os Dez Mandamentos” registrou 12 pontos de audiência.

Os novos telejornais locais já estrearam bem em todas as capitais, consolidando o segundo lugar. Destaque para Goiânia, onde marcou 12 pontos de média.”

E completa a emissora: A novela “Belaventura” foi vice-líder em ao menos 10 praças, com destaque para Belo Horizonte e Curitiba (10 pontos), e Recife (13 pontos).”
 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Topo