Topo

Coluna

Ricardo Feltrin

Apesar da Simba, Record vive seu melhor ano no ibope nacional desde 2010

Reprodução/Record
Quadro "Hora da Venenosa", do "Balanço Geral", é um dos responsáveis pela boa audiência da casa este ano Imagem: Reprodução/Record
Ricardo Feltrin

Ricardo Feltrin é colunista do UOL desde 2004. Trabalhou por 21 anos no Grupo Folha, como repórter, editor e secretário de Redação, entre outros cargos.

Colunista do UOL

15/08/2017 08h19Atualizada em 15/08/2017 08h19

Apesar do corte de sinal das maiores operadoras em São Paulo e no Distrito Federal, a Record não pode reclamar de 2017.

Apesar de perder público nessas duas regiões, na média nacional, pelo menos, entre janeiro e julho deste ano, a emissora está registrando 7 pontos de média na faixa horária das 7h à 0h --o chamado horário comercial da TV, onde se concentram quase que a totalidade da publicidade nacional.

É a melhor audiência da Record desde 2010 quando, no mesmo período, ficou com 7,2 de média.

Os dados consolidados de audiência foram medidos pela Kantar Ibope. Nessa medição cada ponto equivale a cerca de 240 mil domicílios localizados nas 15 maiores regiões metropolitanas do país.

Este ano, nessa mesma faixa horária, o SBT segue em terceiro lugar, com 6,3 pontos.

A Globo lidera com 17 pontos.

A Band vem em quarto com 1,9 ponto, e a RedeTV! tem 0,5 ponto.

Chama a atenção nos dados obtidos pela coluna que, na comparação 2016 com 2017, a audiência dos canais exclusivamente pagos está praticamente estagnada: 9,4 pontos no ano passado contra 9,5 em 2017.

POR FAIXAS HORÁRIAS

No mercado nacional, na média 24 horas do dia, em 2017, a Record também detém a vice-liderança, mas por apenas um décimo: 5,4 x 5,3.

A Globo lidera com 13,9 pontos. Canais pagos marcam 8 pontos. Band tem 1,5 e a RedeTV!, 0,5 ponto.

Já na faixa matinal, quando exibe desenhos e seriados teens, o SBT continua batendo a Record e mantendo a vice-liderança, embora por pouco (4,5 x 4,3).

No período vespertino, graças a atrações como "Hora da Venenosa", no "Balanço Geral", a Record abre mais de um ponto de diferença (7,3 x 6,2).

No horário nobre a emissora de Edir Macedo também fica na frente: 8,9 x 7,9.

Nessa faixa --a mais cara da TV-- é a que a Globo abre a maior vantagem sobre as concorrentes:  13,9 pontos.

Leia também

Filme sobre Edir Macedo estreia em março e será exibido em 80 países

Em uma década, Globo perde sintonia de 1 em cada 4 TVs no país

Maior especialista em Ovnis da TV paga visita São Paulo este mês

Colunista no Twitter, no Facebook ou no site Ooops!

 

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!