Coluna

Ricardo Feltrin

Produto 'pirateia' TV e facilita furto de senhas; vendedor nega

Reprodução
Caixa da HooliTV, equipamento ilegal destinado a uma nova modalidade de pirataria no Brasil --por streaming Imagem: Reprodução
Ricardo Feltrin

Ricardo Feltrin é colunista do UOL desde 2004. Trabalhou por 21 anos no Grupo Folha, como repórter, editor e secretário de Redação, entre outros cargos.

Colunista do UOL

23/08/2017 07h02Atualizada em 29/08/2017 14h18

Nas últimas semanas surgiram uma infinidade de anúncios na internet oferecendo um novo e supostamente “infalível” equipamento que promete abrir todos os canais de TV por assinatura. O “serviço” tem um preço módico e único de R$ 360; sem parcelas, mensalidades ou outras taxas.

Trata-se da HooliTV, uma nova modalidade de quipamento que permite a pirataria via streaming. O equipamento, segundo especialistas e a ABTA, é ilegal. Ainda teria um agravante em relação às indefectíveis caixas anteriores: segundo engenheiros, abre brechas e permite o roubo de dados e senhas na internet dos usuários.

Representante da HooliTV enviou nota à coluna rebatendo as informações. Ele nega que haja qualquer ilegalidade na venda do equipamento (veja mais abaixo)

Ao contrário de alguns equipamentos piratas antigos, que agiam a partir dos sinais das próprias operadoras, a caixa HooliTV funciona por meio de streaming e, aparentemente, vem com malwares e outros mecanismos que facilitariam o furto de dados.

Isso porque ela acaba tendo (e dando) acesso à rede de internet do usuário.

O surgimento dessa nova modalidade de equipamentos, segundo fontes ouvidas na ABTA (Associação Brasileira de TVs por Assinatura), é uma reação contra as operadoras, que nos últimos anos investiram mais no combate ao furto de sinais pelas antigas caixas.

Conforme esta coluna revelou em maio de 2015, as operadoras já chegaram a orquestrar ações conjuntamente contra a pirataria; inclusive fizeram isso na Copa de 2014 no Brasil.

As caixas anteriores, como AzBox etc, estariam sendo ultrapassadas pelas técnicas e softwares de operadoras, que conseguem derrubar ou travar seus sinais  com mais frequência.

Claro, muitas vezes os usuários precisam apenas reiniciar os equipamentos ou atualizar seus programas, mas, de qualquer forma, isso se torna um incômodo  exasperante para muitos.

A HooliTV surge no mercado com a promessa de acabar com esses problemas, de abrir os sinais de todos os canais --inclusive os Premiere e adultos-- e eliminar os problemas com atualização de software.

No entanto, seu ponto fraco seria abrir também uma verdadeira “estrada” para experts dedicados a furtar dados e senhas alheios.

Em texto, o site Reclame Aqui (de defesa do consumidor) informa que o equipamento (que tem sido importado da China via Paraguai) é ilegal.

Segundo a ABTA, ainda não há dados de quantas caixas Hooli já estão em funcionamento no Brasil, já que o equipamento e sua importação são relaticamente recentes.

Engenheiros de operadoras ainda analisam o modus operandi dessa nova modalidade de pirataria.

A Receita Federal tem agido contra a importação de todos os equipamentos destinados à pirataria, especialmente nos últimos dois anos.

Apesar de ser um sistema de pirateamento via streaming, a HooliTV não consegue (ainda) piratear o conteúdo de outros serviços semelhantes, como Netflix, GloboPlay etc.

OUTRO LADO

Em nota enviada à coluna nesta segunda-feira (28), representante da HooliTV nega todas as afirmações acima. Segundo a empresa, o equipamento é "apenas uma Android Box", e que não tem instalado nenhum tipo de malware ou qualquer outro dispositivo que permita a pirataria,

O representante, porém, admite que ela possa ser usada com esse fim (pirataria) pelos usuários, mas se isenta de responsabilidade.

Leia Mais

Truques, ideias e boa informação: 6 programas bacanas e úteis na TV paga

Operadoras fizeram ataque a sinais piratas durante Copa no Brasil 2014

Receita entra guerra contra importação de equipamentos de pirataria de TV

Colunista no Twitter, no Facebook ou no site Ooops!

 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Topo