Coluna

Ricardo Feltrin

Entrevista: "Reality show tirou gastronomia do eixo Rio-SP", diz Bertolazzi

Gabriel Gabe/SBT/Divulgação
Chris Flores e Carlos Bertolazzi (ao centro) posam com os especialistas do "Fábrica de Casamentos", do SBT Imagem: Gabriel Gabe/SBT/Divulgação
Ricardo Feltrin

Ricardo Feltrin é colunista do UOL desde 2004. Trabalhou por 21 anos no Grupo Folha, como repórter, editor e secretário de Redação, entre outros cargos.

Colunista do UOL

15/09/2017 08h01Atualizada em 15/09/2017 15h13

Carlos Bertolazzi abriu seu primeiro restaurante em 2009. Nesse mesmo ano também ganhou também seu primeiro programa de TV, no canal Bem Simples (hoje Fox Life), o "Homens Gourmet".

Em 2014 estreou como apresentador do reality-franquia “Hell´s Kitchen” (Cozinha sob Pressão) no SBT, imortalizado internacionalmente pelo tão estúpido quanto talentoso e premiado Gordon Ramsay. 

Gordon, aliás, é um dos poucos ídolos de Carlos Bertolazzi. Curiosamente, os dois não deixam de ter certa semelhança física, mas o brasileiro é bem mais jovem.

No SBT, o chef de 47 anos estrelou três temporadas do “HK”, e já participou do “BBQ Brasil”, como jurado, e é um dos apresentadores do “Fábrica de Casamentos”, que, tudo leva a crer, terá uma nova temporada em 2018.

Até as reprises do reality casamenteiro da emissora de Silvio Santos derrotaram a Record, é bom lembrar.

Bertolazzi nega que interprete personagens na TV. Afirma que há dois chefs: o que fica do restaurante para dentro, e o do lado de fora. Veja a seguir trechos da entrevista exclusiva à coluna:

Como você vê essa onda de realities culinários que atingiu o Brasil nos últimos anos?

Carlos Bertolazzi - Eu gosto à medida que ela aproxima o grande público da gastronomia, da cultura gastronômica. As pessoas hoje têm mais conhecimento e curiosidade.

De maneira geral o diálogo se democratizou, a gastronomia deixou o eixo Rio-SP e se espalhou pelo Brasil.

Isso vai ao encontro de movimentos pelo desenvolvimento de gastronomias regionais. Cada região hoje é muito bem representada por grandes chefs e seus ingredientes; o público acaba se tornando mais receptivo a isso.

Ok, mas hoje há programa sobre cupcake, bolo, drinques, churrasco, lanches, sobremesas, petiscos, comida de rua e até de ingredientes considerados nojentos. As coisas meio que não saíram do controle em termos de conteúdo? Ou acha que há público para tudo?

Bertolazzi - Eu acho que tem público para tudo, sim, mas na TV fechada. Na TV aberta eu acredito nos formatos mais abrangentes de reality shows, como os que estão no ar.

Na TV aberta existem vários programas culinários veteranos…. O “Mais Você” (Globo), o “Dia Dia” (Band”)...

Bertolazzi - Esses formatos de programas veteranos sempre existirão. É aquela coisa do "faça você mesmo". 

E no caso do  Hells Kitchen? Você saiu após 3 temporadas e sua substituta não agradou. Por quê?

Bertolazzi - Fiz 3 temporadas de Hell's Kitchen. Na segunda, estreamos em horário nobre. O SBT estava havia vários meses sem conquistar a vice-liderança no horário aos sábados e acabamos, ao longo da temporada, conquistando a posição várias vezes.

Com a Danielle (Dahoui) aconteceu a mesma coisa. Foram vários episódios dela em 2º lugar.

O que acontece é que programas como “Bake Off Brasil” e “Fábrica de Casamentos” parecem agradar muito mais ao público.

Que programas culinários você assiste? Se é que tem tempo...

Bertolazzi - Gosto muito dos programas do Gordon Ramsay. Considero ele um grande chef e excelente apresentador. Sou fã assumido.

Vamos lá, qual sua opinião sobre o “Masterchef”, da Band? Não acha longo demais? Aliás, será que não corre o risco de o telespectador também se cansar?

Bertolazzi - Eu gosto do programa. É um formato consagrado no mundo inteiro, que aparentemente está longe de se esgotar.

A química entre os jurados aqui no Brasil funciona bem, é o grande trunfo.

No "Fábrica de Casamentos" você está muito mais "afável" que no Hells Kitchen. Afinal, você está interpretando personagens? Se sim, quem é o Chef Bertolazzi de verdade?

Bertolazzi - Existe um chef da porta da cozinha pra dentro, exigente e muitas vezes até ríspido; e existe outro da porta da cozinha pra fora, que é como sou a maior parte do tempo. De forma alguma interpreto personagens. Tem hora pra se emocionar, chorar e tem hora de cobrar resultado, ver o trabalho bem feito.

Mera curiosidade, o que você come quando acorda?

Bertolazzi - Tem dias que saio de casa sem comer absolutamente nada. Tem dias que preparo um misto quente com um ovo de gema mole em cima, e tem dias que bebo café com leite; em outros bebo um Toddynho. Não tem muita regra. Depende do quanto estou atrasado. Hehehe…

O que você não come de jeito nenhum? Coisas que você não suporta...

Bertolazzi - A ÚNICA coisa que não como é dobradinha, bucho, tripa. Odeio a textura, o sabor, eca!

O fato de ter se tornado famoso aumentou a frequência de seu restaurante (Zena)? Seja sincero...

Bertolazzi - Aumentou principalmente a frequência de clientes de fora da cidade e de outros Estados. Acredito que o programa deu essa projeção nacional ao restaurante.

E os preços, você aumentou também? Porque seu restaurante, convenhamos, não tem a fama de ser barato, certo?

Bertolazzi - Pelo contrário, o Zena recebeu o prêmio Bib Gourmand do famoso Guia Michelin. Isso significa comida boa e preço justo. Somos um dos únicos a receber essa qualificação nas 3 edições do guia.

Leia também

"Bake Off" bate badalado "Masterchef" e deixa a Record em 3º no ibope

Após panes técnicas, produtora de reality demite 3 funcionários

Colunista no Twitter, no Facebook ou no site Ooops!

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Topo