Topo

Coluna

Ricardo Feltrin

Divisão de herança de Marcelo Rezende deve ficar suspensa até 2020

Reprodução/Instagram
Marcelo Rezende, 65, e sua última parceira, Luciana Lacerda, 51 anos Imagem: Reprodução/Instagram
Ricardo Feltrin

Ricardo Feltrin é colunista do UOL desde 2004. Trabalhou por 21 anos no Grupo Folha, como repórter, editor e secretário de Redação, entre outros cargos.

Colunista do UOL

04/10/2017 06h03Atualizada em 04/10/2017 17h49

A divisão de bens deixados pelo jornalista e apresentador Marcelo Rezende só deve ser definida em 2020, ou seja, dentro de três anos.

O motivo é que o magistrado responsável pela ação de partilha tende a só efetuar a conclusão da divisão do inventário quando todos os herdeiros forem maiores de idade.

No caso do espólio de Marcelo Rezende uma das herdeiras é Valentina, a caçula que o apresentador do “Cidade Alerta” deixou, e que só tem 15 anos.

A tendência, segundo a coluna apurou, é suspender a partilha até 2020, quando Valentina terá 18 anos e poderá se manifestar pessoalmente. A família pode optar em emancipá-la, mas mesmo assim o magistrado deve aguardar.

Além disso há um sem número de questões ainda por resolver antes da divisão. Por exemplo: outros filhos de Rezende (mais velhos) já receberam muito mais bens que Valentina (quando o jornalista estava vivo); a Justiça entende que é necessário fazer análise profunda do que ficou, antes de uma sentença definitiva. 

E para tudo isso correr bem, somente se houver absoluta harmonia entre todos os herdeiros (ou eventuais novos candidatos).

Marcelo teve cinco filhos com cinco mulheres diferentes. Em tese, a princípio, todos os filhos têm direito a reivindicar parte do que o jornalista deixou em bens. Mesmo ex-mulheres, se não tiver ocorrido separação formal, também teriam direito.

O fator “desarmonia” ainda não ocorreu, mas é uma possibilidade real, segundo pessoas próximas à família, ouvidas sob sigilo pela coluna.

Ainda há o temor de que Luciana Lacerda reivindique, se não para si, ao menos para sua filha --a quem Rezende também tratava como filha--, parte dos bens.

Rezende, 65 anos, morreu no último dia 16 de câncer.

Na penúltimo domingo, filhos do apresentador deram entrevista exclusiva a Roberto Cabrini, no SBT, e afirmaram “reconhecer” o que Luciana fez pelo pai deles.

No entanto, nos dias seguintes, a namorada do jornalista negou tal “reconhecimento” e disse que foi maltratada ou desrespeitada pela família dele.

Luciana teria ganho alguns bens de Rezende em vida (pelo menos um automóvel e um celular de última geração), mas a família também pode questionar isso judicialmente.

A última namorada do jornalista teve de deixar a casa de Rezende, na Grande SP, imediatamente após a morte dele.

Segundo ela, a família trocou as fechaduras para que ela não retornasse.

Carioca, Luciana está em São Paulo e vem sendo acolhida na casa do apresentador Geraldo Luís, um dos melhores amigos de Rezende e pessoa que comprou uma, digamos, grande “antipatia” por parte da família do apresentador por estar protegendo Luciana.

Nada a impede de reivindicar alguma coisa dentro do processo. Se isso ocorrer, a decisão final será da Justiça.

A família de Rezende não se manifesta sobre esse assunto.

Leia mais:

Rezende deixou hernaça milionária, mas não "absurda"

Filhos de Marcelo Rezende dizem reconhecer o que Luciana fez por ele

Família de Rezende deleta fotos de Luciana Lacerda das redes sociais dele

Colunista no Twitter, no Facebook ou no site Ooops!

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!