Coluna

Ricardo Feltrin

Quadro "Master Trash" do Pânico dá mais ibope que reality original na Band

Reprodução/YouTube
Jurados do quadro "Master Trash", paródia do Pânico sobre o reality original da Band Imagem: Reprodução/YouTube
Ricardo Feltrin

Ricardo Feltrin é colunista do UOL desde 2004. Trabalhou por 21 anos no Grupo Folha, como repórter, editor e secretário de Redação, entre outros cargos.

Colunista do UOL

05/11/2017 17h36Atualizada em 05/11/2017 17h36

Apesar do fim já anunciado do “Pânico na Band”, o programa humorístico deverá deixar saudades e alguns dados curiosos.

Por exemplo, a paródia “Master Trash” terminou o mês passado com média de audiência superior ao original reality “MasterChef Profissionais”, um dos maiores (e mais onipresentes) programas da emissora.

É óbvio que o reality original dura horas (que às vezes parecem intermináveis), enquanto que a brincadeira do “Pânico” dura apenas 20 minutos.

Mesmo assim o quadro que traz personagens hilários como Mano Brownie, entre outros, é um dos picos do programa dominical.

No mês passado, na média comparada, o “Master Trash” fechou com 5,9 pontos de média na Grande São Paulo.

Já o original fechou com 4,8 pontos. São quase 70 mil domicílios a mais de domicílios sintonizando a paródia.

O curioso é que quando a produção do “Pânico” anunciou que faria a paródia do reality teve diretor da Endemol e apresentador na própria Band que foram contrários.

O argumento era que poderia não dar certo, que podia “prejudicar” o formato, humilhar a produção etc.

Leia mais

Band procura "Pânico" e tenta acordo amigável de rescisão de contrato

Para maioria do elenco, fim do "Pânico na Band" será pesadelo profissional

Colunista no Twitter, no Facebook ou no site Ooops!

 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Topo