Coluna

Ricardo Feltrin

Análise: Leitura Dinâmica faz 18 anos como um dos melhores produtos da TV

Divulgação
A apresentadora Érica Reis, do "Leitura Dinâmica", da RedeTV! Imagem: Divulgação
Ricardo Feltrin

Ricardo Feltrin é colunista do UOL desde 2004. Trabalhou por 21 anos no Grupo Folha, como repórter, editor e secretário de Redação, entre outros cargos.

Colunista do UOL

13/11/2017 07h02Atualizada em 12/11/2017 21h11

Exibido no ingrato início da madrugada de segunda a sexta, o “Leitura Dinâmica”, da RedeTV!, está completando 18 anos este mês.

São quase duas décadas de ótimos serviços prestados ao jornalismo e, especialmente, ao telespectador.

Esse, digamos, “jornalístico de variedades” há quase duas décadas surpreende com a criatividade de sua pauta --certamente sua principal qualidade.

É difícil uma noite em que o programa não traga alguma notícia interessante sobre ciência, arte, comportamento ou cinema que você simplesmente não viu ou leu em nenhum outro lugar.

Mérito da produção, que, se não pode produzir pautas exclusivas, ao menos se esmera em pescar no mar diário de agências e notícias internacionais assuntos extremamente úteis, divertidos e interessantes que escaparam ou foram desprezados pela maioria dos telejornais da TV aberta ou paga.

Nas últimas semanas, por decisão de Franz Vacek, diretor de Jornalismo da emissora, o “Leitura Dinâmica” também começou a incluir em sua pauta assuntos mais quentes, especialmente de política.


A mudança fez com que o telespectador agora receba não só pautas internacionais ou de entretenimento, mas também o noticiário sempre efervescente de Brasília.

O resultado é que o telespectador tem hoje no início da madrugada, numa emissora modesta, um telejornal enxuto, bonito e que rivaliza em qualidade e informação com qualquer outro da concorrência gigante, seja os jornais da Globo, SBT ou Band.

Pequenino perto de outras auto-denominadas revistas eletrônicas da TV, como “Fantástico” (Globo)  e “Domingo Espetacular” (Record), programa da RedeTV! registra também uma  audiência pequena, na casa de 1 a 1,5 ponto.

Prova de que é mito achar que basta você fazer um bom produto na TV que ele terá público.

Pois o “Leitura” é bem feito, bem editado, bem apresentado --seja pela titular Érica Reis ou suas substitutas-- e tem um cenário virtual de extremo bom gosto. Ainda assim só atinge cerca de 240 mil domicílios diariamente, segundo o Painel Nacional de Televisão, da Kantar Ibope.

Na estante ao lado de sua mesa, na sede da RedeTV!, Vacek se orgulha em apontar a fieira de troféus que o programa já ganhou nos últimos anos, inclusive muitos prêmios internacionais.

A verdade é que o “Leitura Dinâmica” é talvez a única produção que mereça realmente ser chamada de “revista eletrônica”: sem exagero um dos melhores produtos da TV nacional.

Leia mais

Exclusivo: Após 15 anos, RedeTV não vai renovar contrato de Amaury Jr.

Notícias da TV: Amaury vai ter programa semanal na Band; "Quero mudar"

Colunista no Twitter, no Facebook ou no site Ooops!

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Topo