Topo

Coluna

Ricardo Feltrin

Ibope demite executiva após quase 30 anos e tergiversa em comunicado

Reprodução / YouTube
Dora Câmara, uma das "mães" da instalação do aparelhinho de medição de audiência no Brasil Imagem: Reprodução / YouTube
Ricardo Feltrin

Ricardo Feltrin é colunista do UOL desde 2004. Trabalhou por 21 anos no Grupo Folha, como repórter, editor e secretário de Redação, entre outros cargos.

Colunista do UOL

27/03/2018 00h09

Dora Câmara, uma das mais antigas executivas da Kantar Ibope, foi dispensada dos quadros da empresa após quase três décadas.

Ela faz parte dos cortes das mudanças que serão promovidos na Kantar Ibope Media não só no Brasil, mas em toda a América Latina.

Dora foi uma das “mães” do “peoplemeter”, o famoso aparelhinho de medição de audiência.

A notícia de sua saída foi antecipada ontem pela colunista Keila Jimenez.

Procurada pela coluna, por meio de sua assessoria, a Kantar Ibope emitiu uma nota lacônica e impessoal, sem citar nomes ou detalhes:

"A Kantar IBOPE Media tem o desafio constante de antecipar tendências e acompanhar as transformações do mercado de mídia.

O processo evolutivo, inerente a essas mudanças, leva a empresa a ajustes em sua organização e formas de atuar, incluindo a movimentação natural de executivos."

O Ibope é parte do megagrupo de investimento WPP. A empresa foi a grande e única vencedora da queda de braço que travou nos últimos três anos com a empresa alemã de medição GfK.

Meses atrás, após inúmeros problemas técnicos e funcionais, a GfK desistiu de medir a audiência das TVs brasileiras.

LEIA MAIS

SBT vence Record em todo o fim de semana e é vice isolado por 39 horas

Após dez anos de procura, Globo ainda não tem sucessor de Galvão Bueno

Colunista no Twitter, no Facebook ou no site Ooops