Topo

Coluna

Ricardo Feltrin

Após morte da irmã, Cesar Tralli se afasta da Globo e só volta no dia 16

Arquivo Pessoal
Gabriela Tralli e o irmão César em foto não datada Imagem: Arquivo Pessoal
Ricardo Feltrin

Ricardo Feltrin é colunista do UOL desde 2004. Trabalhou por 21 anos no Grupo Folha, como repórter, editor e secretário de Redação, entre outros cargos.

Colunista do UOL

11/04/2018 11h34Atualizada em 11/04/2018 13h06

O jornalista César Tralli obteve uma semana de licença da direção da Globo devido à morte de sua irmã, Gabriela.

Gabi, como era carinhosamente chamada pela família, morreu no último sábado aos 40 anos.

Nascida com uma síndrome rara, ela teve vários problemas no decorrer da vida e estava internada havia um longo período.

“Você foi um anjo de luz, uma lição de vida, de alegria, de pureza, de inocência e de grandeza espiritual”, postou Tralli em mensagem em rede social.

Devastado, ele vem sendo substituído por Gloria Vanique na Globo e só deve voltar a comandar o "SP1" na próxima segunda-feira.

GUARDIÃO DA GABI

Desde criança Tralli fez o papel de guardião da irmã.

Apesar de saber da impossibilidade de cura, o jornalista fez o possível para dar à irmã a melhor condição de vida possível.

Com exceção do período em que foi correspondente no exterior, Tralli procurou nunca se afastar muito dela fisicamente. 

Esse cuidado integral com a irmã foi um dos motivos para que nos últimos anos ele não se esforçasse em ascender dentro da emissora, como ser substituto ocasional na bancada do “Jornal Nacional”, por exemplo.

Isso porque o “JN”, por exemplo, é gravado no Rio, e ele sempre evitou ficar longe de casa, para o caso de qualquer emergência. E foram muitas emergências e crises nos últimos anos.

LEIA MAIS

Rescisão de contrato de Waack custou cerca de R$ 3,5 milhões à Globo

SBT comemora 1 ano à frente da Record e tem melhor trimestre desde 2006

Colunista no Twitter, no Facebook ou no site Ooops