Topo

Coluna

Ricardo Feltrin

Ouvintes homenageiam e se despedem ao vivo do radialista Paulo Barboza

Reprodução/SBT
Paulo Barboza no "Troféu Imprensa", do SBT, em 2013 Imagem: Reprodução/SBT
Ricardo Feltrin

Ricardo Feltrin é colunista do UOL desde 2004. Trabalhou por 21 anos no Grupo Folha, como repórter, editor e secretário de Redação, entre outros cargos.

Colunista do UOL

16/04/2018 12h54Atualizada em 16/04/2018 12h54

Ouvintes da SuperRádio 1150 AM e da rádio Capital 1040 AM homenageiam nesta segunda-feira o jornalista Paulo Barboza, que morreu no início desta madrugada em São Paulo.

Barboza, 73 anos, morreu após um infarto fulminante em sua casa.

Desde a manhã, a SuperRádio 1150 exibiu um programa completo do radialista com direito a todas as vinhetas.

Durante o programa, gravado, os ouvintes entraram por telefone ao vivo e deixaram mensagens em homenagem ao também jornalista e publicitário, cuja carreira no rádio chegou a quase 49 anos.

A rádio Capital também o homenqgou, inclusive tocando várias vezes músicas que ele fez em homenagem às mães (gravada e interpretada por ele também).

Os fãs também relembraram momentos marcantes de suas vidas com o radialista, e enviaram condolências à família. Paulo deixou dois filhos, Paulo Barboza Filho e Alexandra. Sua mulher, Eliane, morreu em 2015.

Paulo Roberto Machado Barboza começou a carreira no Rio de Janeiro. Desde janeiro de 2017 ele fazia um programa matinal diário na SuperRádio. À tarde, tinha outro programa na rádio ABC.

Ele foi jurado do Troféu Imprensa, do SBT, entre 2009 e 2013.

LEIA MAIS

Morre em São Paulo aos 73 anos o radialista Paulo Barboza

Colunista no Twitter, no Facebook ou no site Ooops