Topo

Coluna

Ricardo Feltrin

Estreia do Brasil na Rússia deu maior audiência no país à Globo desde 2009

REUTERS/Marko Djurica
Philippe Coutinho comemora gol do Brasil diante da Suíça na Copa do Mundo da Rússia Imagem: REUTERS/Marko Djurica
Ricardo Feltrin

Ricardo Feltrin é colunista do UOL desde 2004. Trabalhou por 21 anos no Grupo Folha, como repórter, editor e secretário de Redação, entre outros cargos.

Colunista do UOL

19/06/2018 13h41

Com 79,4% de participação no universo de TVs ligadas no país, a melancólica estreia do Brasil na Copa da Rússia fez a Globo bater mais um recorde histórico.

Desde o último capítulo da novela “Caminho das Índias”, em 11 de setembro de 2009, uma atração exibida pela Globo não obtinha um “share” tão alto no Brasil.

Share é a participação de um programa no universo de aparelhos ligados, um outro tipo de mensuração feita pela Kantar Ibope Media.

Em outras palavras, durante a partida 79 em cada 100 TVs ligadas no Brasil (projeção) estavam sintonizadas na emissora de Galvão Bueno.

Em pontos, Brasil 1 x 1 Suíça também rendeu uma marca relevante: foram 50,7 pontos no Painel Nacional de Televisão (PNT), onde cada ponto atualmente equivale a cerca de 240 mil domicílios.

O PNT avalia a audiência nas 15 principais regiões mwetropolitanas do país.

Uma média nacional desse porte ocorreu pela última vez em 11 de janeiro de 2011, com a novela “Passione”, de Silvio de Abreu, que obteve 50,6 pontos.

OUTROS RECORDES

Se a média nacional da Globo já foi enorme no país, em Belém do Pará ela pode ser considerada acachapante.

Na capital paraense a Globo foi sintonizada por 88,8% dos aparelhos de TV ligados, com 58 pontos de média.

Recife também foi muito bem, com 86,0% de share e 52,5 pontos de média.

LEIA MAIS

Acompanhe todas as notícias da Copa 2018 aqui

Colunista no Twitter, no Facebook ou no site Ooops