Topo

Coluna

Ricardo Feltrin

Na TV paga, Record abre distância e deixa SBT longe em terceiro ibope

Munir Chatack/Record
Maria dá à luz o menino Jesus em novela homônima da Record Imagem: Munir Chatack/Record
Ricardo Feltrin

Ricardo Feltrin é colunista do UOL desde 2004. Trabalhou por 21 anos no Grupo Folha, como repórter, editor e secretário de Redação, entre outros cargos.

Colunista do UOL

04/08/2018 16h20

Se na TV aberta, o SBT é vice-líder de audiência isolado há mais de um ano, o mesmo não ocorre na TV por assinatura no Brasil, onde mais de 50 milhões de brasileiros veem TV todo dia --inclusive a aberta--, o dia inteiro.

Dados consolidados de audiência da Kantar Ibope Media, obtidos pela coluna, mostram que a Record está cada vez mais distante do SBT junto ao público que tem TV por assinatura no Brasil.

Esses dados avaliam a audiência de mais de 11 milhões de domicílios do país com TV paga nas 15 maiores regiões metropolitanas do Brasil, no horário das 7h à 0h --o chamado horário comercial da TV brasileira, onde se concentram mais de 80% das propagandas.

São apenas domicílios com TV paga, estão excluídos telespectadores que veem TV aberta por antena ou sinal digital, por exemplo.

O SBT pode até estar na frente da Record na TV aberta comum, mas o público da TV paga é o mais importante para todas as agências de publicidade, porque é considerado o de melhor poder aquisitivo.

Desde janeiro a Record já cresce 25% em audiência, enquanto que o SBT estagnou nesse mercado.

Em janeiro deste ano, a Record tinha 3,98 pontos e o SBT, 3,47. Em junho a Record chegou a 5,03 pontos, enquanto que o SBT marcou 3,63 pontos.

Cada ponto no PNT vale por cerca de 240 mil domicílios, cada um com cerca de 3 moradores.

A Globo lidera todos os meses.Em junho, com o início da Copa da Rússia, marcou 17,6 pontos e 35% de share. Ou seja, de cada 100 TVs ligadas no país, 35 estavam sintonizadas na Globo.

É sempre bom lembrar que quase 55% das TVs ligadas que têm aparelho de TV por assinatura assistem apenas a canais abertos.

Por que fazem isso? Por hábito ou porque assinam TV paga apenas para adquirir um sinal melhor em sua região.

LEIA MAIS

54% das Tvs po assinatura do país só sintonizam canais abertos

SBT fecha julho com maior audiência dos últimos 13 anos em SP

Siga o colunista no Twitter, no Facebook ou no site Ooops