Topo

Coluna

Ricardo Feltrin

SBT tem mais uma "novela" mexicana vespertina: "Fofocalizando"

Instagram/Reprodução
O elenco da "novela" mexicana "Fofocalizando", de segunda à sexta no SBT Imagem: Instagram/Reprodução
Ricardo Feltrin

Ricardo Feltrin é colunista do UOL desde 2004. Trabalhou por 21 anos no Grupo Folha, como repórter, editor e secretário de Redação, entre outros cargos.

Colunista do UOL

05/08/2018 14h31

Criado em 2016 para ser um programa de fofocas e meio que concorrer com “A Hora da Venenosa”, da Record, o “Fofocalizando” se tornou na verdade um dramalhão parecido com as novelas mexicanas vespertinas que o SBT exibe há anos.

O “Fofocalizando” tem todos os ingredientes de um típico drama latino: intrigas, ódio, mágoas, guerra de egos, disputa por poder, falsidade e, claro, muito, mas muito ranço entre os participantes: Mara Maravilha, Léo Dias, Lívia Andrade, Décio Piccinini, Leão Lobo e Mamma Bruschetta. Além, claro, do “diretor” da novela, Silvio Santos..

No começo --assim como as novelas mexicanas-- essas discussões pareciam algo forçado, até mesmo armado.

Em pouco tempo, porém, o telespectador descobriu que é tudo verdade. Aquilo é um serpentário.

O programa de variedades do SBT é hoje mais um ringue de pugilato verbal e lágrimas, como se viu (mais uma vez) na semana passada.

O que é curioso é que se trata de uma “novela” que pode ser acompanhada também fora do ar. Basta seguir e se divertir nas redes sociais dos integrantes.

A coluna imaginou como seria a sinopse de cada personagem caso o programa fosse mesmo um dramalhão mexicano.

Faça seu comentário e colabore com a caracterização dos seis “personagens” no sistema de comentários do UOL, logo abaixo.

Mara “Cienfuegos” Maravilha

É a mocinha e a vilã ao mesmo tempo, um personagem completo. Passional, chorona, reclamona, briguenta, incapaz de levar nem sequer um desaforozinho para casa. Faladeira, enxerida, cheia de opiniões, Mara “Cienfuegos” (sim, me inspirei em “Mamma Mia 2”) ocupa um espaço grande do programa e, como sua própria dualidade, é amada e odiada. Desperta tantas paixões que deve ser o único caso na história da TV mundial em que telespectadores reclamaram num site de defesa do consumidor.

Léo “De La Mancha” Dias

Vamos falar o português claro. Único “personagem” dessa novela que parece ter um emprego e trabalhar de verdade. É quem dá 99% das informações relevantes do programa. Assim como Mara, também é passional e cheio de crises. Tudo ficou ainda mais amplo depois que ele deu entrevista à “Veja Rio” admitindo ter problemas com substâncias lícitas e ilícitas. Basta entrar em suas redes sociais e ver o quanto é perseguido, ofendido e ameaçado de agressão por “haters”. Acho que eu também me drogaria... (risos)

Mamma Bruschetta

Nem preciso mexer no nome, porque ela já parece  personagem de novela mexicana. Mamma é uma “atriz” intermediária e provavelmente a menos exibicionista e egocêntrica do “Fofocalizando”. Parece ter assumido realmente o papel de “mamma”, já que costuma ter alguma moderação e de não gostar de bater boca (só raramente). Mas, tem uma grande importância (não percebida) na atração, pois dá uma espécie de “liga” à mistura. Ouve muito mais do que fala, para começar

Leão “Leone” Lobo

É o personagem mais doce e de bom coração ali presente. “Leone” é meio que um paizão, um apaziguador que tenta --geralmente sem sucesso-- não deixar a batata assar. Sim, no caso do “Fofocalizando” isso é uma tarefa destinada ao fracasso. Parece também ser o mais centrado e experiente diante das câmeras. Também, tudo indica, abriu mão completamente de ser um protagonista. Mesmo assim é um ótimo coadjuvante.

Décio “Ferino” Piccinini

Faz o papel do tiozão da Sukita chato e rabugento que usa pulôver amarrado no pescoço. É decididamente um vilão, um personagem mordaz e sarcástico que não perdoa erros ou falhas de ninguém. Sua língua ferina está sempre afiada, venenosa e disparando contra famosos, desconhecidos e, claro, os colegas do programa. Como está no meio televisivo há uns 497 anos (tô brincando, Décio) , bem que podia arrumar uns furos noticiosos para o programa e tirar um pouco de peso do lombo de Léo Dias.

Lívia “La Diva” Andrade

É a personagem canastrona de qualquer novela mexicana. Exibicionista, egocêntrica, metida, é aquela que diz “Oh, meu Deus, o que farei agora?”, enquanto encosta a mão na cabeça e revira os olhos para o teto. “La Diva” --o nome diz tudo-- parece se achar uma deusa, uma preciosidade da natureza, um ser especial e único criado por Deus. Os demais à sua volta estão lá só para preencher o espaço que ela não está usando. Apesar de se fazer de “mocinha”, tem um temperamento do cão. É a arqui-inimiga de Mara “Cienfuegos.

LEIA MAIS

SBT fecha julho com maior audiência dos últimos 13 anos em SP

Léo Dias e Mara batem boca e ela chora ao vivo no SBT

Siga o colunista no Twitter, no Facebook ou no site Ooops

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!