Topo

Coluna

Ricardo Feltrin

Depois de Mara, mais nomes podem sair do "Fofocalizando", do SBT

Carine Wallauer/UOL
Mara Maravilha Imagem: Carine Wallauer/UOL
Ricardo Feltrin

Ricardo Feltrin é colunista do UOL desde 2004. Trabalhou por 21 anos no Grupo Folha, como repórter, editor e secretário de Redação, entre outros cargos.

Colunista do UOL

19/08/2018 15h03

Embora para o público telespectador a exclusão de Mara Maravilha do programa “Fofocalizando”, na última sexta, tenha sido surpresa, dentro da emissora a decisão já era dada como favas contadas.

Além do programa oscilar o ibope sempre que começava a discutir --conforme informou ontem o site Notícias da TV--, Mara já vinha sofrendo um processo de “fritura” dentro e fora do SBT havia meses.

Do lado de fora vinha uma enxurrada diária de mensagens, emails, postagens em redes sociais, e até queixas em sites de consumidor --todas exigindo sua saída do programa.

Uma razoável parte dessas mensagens, é bom ressaltar, veio também de ações coordenadas de fãs e seguidores de Lívia Andrade, a arqui-inimiga de Mara no vídeo e fora dele.

O problema maior, porém, é que Mara não tinha desafetos apenas fora das dependências do Complexo Anhanguera.

Tinha um outro grupo de “antipatizantes”, muito mais poderoso, dentro dos muros do próprio SBT.

A coluna apurou que alguns funcionários --e até diretores-- passaram a se mobilizar nos últimos meses tentando convencer Silvio Santos a “limar” a baiana da atração vespertina.

Chegaram a reunir uma espécie de “dossiê” sobre repercussões e opiniões contra Mara na internet. O “documento” foi entregue a Silvio na semana passada.

O dono do SBT, que vinha resistindo à idéia, por fim aquiesceu.

Então ele avisou ao diretor Fernando Pelégio para que comunicasse a Mara que ela deixaria o programa e passaria algum tempo fora do ar para “descansar a imagem”.

A gota d´água foi Mara acusar Léo Dias de divulgar uma “fakenews” no momento em que a emissora faz uma campanha nacional para alertar sobre a propagação de mentiras. Isso pisou ainda mais fundo no calo de alguns executivos.

Na última sexta, no final do programa, os apresentadores remanescentes do “Fofocalizando” tripudiaram claramente a saída de Mara, dançando e rebolando em frente às câmeras, como se todos os problemas do programa tivessem sido resolvidos.

Minutos depois, porém, receberam um puxão de orelha enviado diretamente por Silvio: que ninguém ali pensasse que tem o lugar garantido, porque as mudanças ainda não acabaram.

E que ele, Silvio, estará atento ao comportamento dos contratados do SBT em redes sociais e em suas vidas públicas. Quem afetar negativamente a imagem da emissora também pode sair do ar.

A dancinha da vitória, pelo jeito, já murchou.

LEIA MAIS

"Está tudo bem", diz Mara Maravilha após ser afastada de programa

Opinião: Com "Fofocalizando" , SBT tem mais uma novela vespertina

Siga o colunista no Twitter, no Facebook ou no site Ooops

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!