Topo

Coluna

Ricardo Feltrin

Brasil tem mais de 3 milhões de residências com sinal de TV pirata

Reprodução
Um dos modelos de equipamentos que fazem pirataria de sinal de TV por assinatura Imagem: Reprodução
Ricardo Feltrin

Ricardo Feltrin é colunista do UOL desde 2004. Trabalhou por 21 anos no Grupo Folha, como repórter, editor e secretário de Redação, entre outros cargos.

Colunista do UOL

06/11/2018 10h08

Últimos dados estimam que o Brasil tem por volta de 3,2 milhões de domicílios que sintonizam canais pagos por meio de pirataria --seja com uso de equipamentos ou da internet.

Isso representa quase 18% dos 17,7 milhões de assinantes oficiais de TV paga.

A estimativa é que essa pirataria de sinais provoca uma perda de receita de até R$ 6 bilhões anuais, sendo que R$ 2 bilhões em impostos federais

Isso não inclui o dinheiro envolvido no comércio de caixas de recepção de sinal pirata, instalação, “manutenção” e, em alguns casos, até a cobrança de mensalidades dos usuários.

No ano passado, um youtuber chegou a ser condenado pela Justiça por ter utilizado seu canal para ensinar  como instalar caixas de decodificação.

LEIA MAIS

Notícias da TV: Canais de YouTube pirateiam novela e até “ao vivo” da Globo

Justiça condena youtuber que ensinava a usar aparelho de pirataria

Colunista no Twitter, no Facebook ou no site Ooops