Topo

Coluna

Ricardo Feltrin


"Amor & Sexo" tem pior resultado desde estreia e fica atrás da Record

Reprodução/TV Globo
Fernanda Lima se emociona com discurso em "Amor e Sexo":" Felicidade é cidadania" Imagem: Reprodução/TV Globo
Ricardo Feltrin

Ricardo Feltrin é colunista do UOL desde 2004. Trabalhou por 21 anos no Grupo Folha, como repórter, editor e secretário de Redação, entre outros cargos.

Colunista do UOL

2018-12-13T06:30:00

13/12/2018 06h30

A 11ª temporada de "Amor & Sexo", da Globo, terminou esta semana com o pior resultado desde que estreou em 2009.

Foi o menor público já atingido pela atração comandada por Fernanda Lima na Grande São Paulo, principal mercado publicitário do país --tanto em pontos de ibope como em share (alcance de um determinado programa no total de TVs ligadas).

Segundo dados consolidados da Kantar Ibope Media (obtidos pela coluna por terceiros, já que a Kantar não pode divulgá-los), "Amor & Sexo" fechou a temporada com 10,1 pontos e 19,9% de share (ou seja, quase 20 em cada 100 TVs ligadas em SP sintonizaram o programa).

Parece muito, mas, para comparação, a edição do ano passado terminou com 14,4 pontos e 27,2% de share.

"Amor & Sexo" termina 2018 ainda atrás de "A Fazenda", da Record, que está até o momento com 10,8 pontos em São Paulo.

Segundo a coluna apurou, apesar da "torcida contra", a Globo ainda não descarta uma nova temporada.

Se não for em 2019, talvez em 2020, como forma de dar um "tempo" à imagem da própria apresentadora. "Amor & Sexo" sofreu este ano, aparentemente, uma rejeição inédita de público não só em São Paulo, mas em todo o país.

A apresentadora virou alvo de "bolsonaristas" e até de ofensas por parte de um cantor, Eduardo Costa, que a chamou de imbecil. Por causa disso a global iniciou uma ação de indenização contra Costa.

Lima também ficou revoltada pelo fato de, mesmo após ter sido ofendida, o programa "Conversa com Bial" ter insistido em apresentar uma entrevista (gravada anteriormente ao incidente) com o cantor.

LEIA MAIS

Eduardo Costa pode ter de indenizar Fernanda Lima em até R$ 200 mil

Fernanda Lima se revolta com exibição de entrevista com Eduardo Costa

Globo ainda não descarta Fernanda Lima na grade em 2019

Colunista Feltrin no Twitter, no Facebook ou no site Ooops