Topo

Coluna

Ricardo Feltrin


Globo estreia hoje game show milionário com "velhinhos"

Divulgação/TV Globo
Otaviano Costa estreia o "Tá Brincando" hoje (05) às 15h na Globo Imagem: Divulgação/TV Globo
Ricardo Feltrin

Ricardo Feltrin é colunista do UOL desde 2004. Trabalhou por 21 anos no Grupo Folha, como repórter, editor e secretário de Redação, entre outros cargos.

Colunista do UOL

2019-01-05T11:34:55

05/01/2019 11h34

A primeira grande aposta da Globo para a programação 2019 estreia hoje por volta das 15h. É o "Tá Brincando", uma espécie de game e talent show , em que pessoas acima de 60 anos serão desafiadas por gente com até menos de metade da idade. 

O game vai ocupar o espaço antes usado pelo musical "Só Toca Top". 

Leia também

Tá Brincando estreia hoje na Globo e "respeita" os mais velhos

Apresentador "manteigão", Otaviano chora 3 vezes em coletiva

Exclusivo (2018): Otaviano deixa Vídeo Show e vai ganhar programa solo

O "Tá Brincando" é uma superprodução até mesmo para os padrões da Globo; uma "releitura" do formato inglês "Amazing Greys" (original da ITV e Eyeworks). 

Por superprodução entenda-se: a coluna apurou que, só até agosto do ano passado, a Globo já havia investido cerca de R$ 3,15 milhões no projeto. O projeto começou exatamente em janeiro do ano passado.

O mérito de o programa ter se materializado também é de Otaviano Costa, 45 anos, que passou anos -como ele diz, "assoprando a chefes e a possíveis patrocinadores. Eu tinha vontade de fazer algo novo", diz.

No ano passado, após cinco anos, o apresentador deixou o "Vídeo Show", conforme esta coluna antecipou com exclusividade em junho do ano passado.

ATRÁS DE APOIO

Otaviano tanto insistiu e tão seguro estava que atraiu um grande anunciante: o Bradesco (e depois um segundo, a Pharmaton). 

No caso do Bradesco, além de já ter feito campanha publicitária para o banco, o apresentador tem uma relação cordial com a instituição, onde apresenta (voluntariamente) todos os anos evento social do banco. 

Otaviano inclusive era amigo de dois executivos do Bradesco que morreram, em fevereiro de 2017, num terrível acidente aéreo na divisa entre Minas e Goiás. Nesse dia chorou enquanto apresentava o "Vídeo Show". 

No final deste mesmo ano, 2017, enquanto apresentava mais uma vez o evento interno do Bradesco, recebeu no palco um bilhete com um aviso que dizia mais ou menos assim: "Estamos com você, vamos fazer seu projeto".

Era verdade aquele bilhete e o projeto no caso era o "Tá Brincando", que entra hoje e ficará mais oito sábados no ar nesta primeira temporada. A segunda, em 2020, já está praticamente garantida.

Com direção de Adriano Ricco (ex-Faustão, ex-Huck), o programa vai mostrar desafios competitivos físicos, emocionais e mentais entre uma "seleção de ouro" da Globo (com mais de 60) e convidados com menos da metade da idade dos "velhinhos". 

Entre os "idosos" estão Biriba (um dos maiores jogadores brasileiros de tênis de mesa de todos os tempos), Sidney Magal, Artur Xexéo, Hortência, Rui Chapéu, Reginaldo Leme, e o pugilista Servilio, entre outros e outras.

Leia mais

"Tá Brincando" quer romper tabus com a terceira idade

Colunista Ricardo Feltrin no TwitterFacebook e site Ooops