Topo

Coluna

Ricardo Feltrin


Com anos de atraso, SBT enfim terá Jornalismo em alta definição

Reprodução/SBT
Rachel Sheherazade e Carlos Nascimento apresentam o "SBT Brasil" Imagem: Reprodução/SBT
Ricardo Feltrin

Ricardo Feltrin é colunista do UOL desde 2004. Trabalhou por 21 anos no Grupo Folha, como repórter, editor e secretário de Redação, entre outros cargos.

Colunista do UOL

11/01/2019 10h41

Com quase seis anos de atraso, está prometida para março a entrada do Jornalismo do SBT na era da transmissão em alta definição.

Apesar de o estúdio atual ter sido inaugurado em 2013, e o SBT ter passado os últimos anos dizendo que transmitia em HD, isso não é verdade. Até hoje a TV de Silvio Santos não transmite seus telejornais em alta definição.

Leia mais

23% de quem vê TV com internet na mão, postam sobre o programa

12 atrações da TV aberta que valem prestar atenção em 2019

Os moderníssimos equipamentos devem chegar até o final deste mês (se tudo correr bem).

Para efeito de comparação, todo o jornalismo da Globo já é exibido em HD desde dezembro de 2013.

Justamente por causa dos novos equipamentos, as equipes de manutenção do SBT já estão preparando um cronograma de reformas no local.

Isso porque, com seis anos de uso, o estúdio não só está sobrecarregado como também um tanto dilacerado. Os cenários, mais ainda. Alguns estão em pandarecos.

Os cenários sofrerão pequenos reparos, para não ficar tão evidente o desgaste.

Entre outras "obras", haverá troca de bancadas e a troca completa do piso.

Além dos telejornais, os cenários também servem para abrigar o "Fofocalizando", que usa umas espécies de "tapadeiras" cafonas para parecerem diferentes ao telespectador.

A situação é de tal penúria e contenção de gastos que, na internet, um grupo de tuiteiros (a tal "torcida" do SBT) se prontificou a iniciar uma "vaquinha" para mudar o cenário.

Já outros "sbetistas" defenderam que Silvio Santos "doasse" um prêmio da Tele Sena para investir apenas no Jornalismo.

A nossa sugestão é que continuem esperando sentados.

Colunista Ricardo Feltrin no TwitterFacebook e site Ooops