Topo

Coluna

Ricardo Feltrin


SBT "usa" recaída de Léo Dias e reprisa Conexão Repórter com ele

Felipe Panfili/Reprodução/Instagram
Léo Dias e Anitta, de quem ele vai lançar biografia no próximo dia 30 de março Imagem: Felipe Panfili/Reprodução/Instagram
Ricardo Feltrin

Ricardo Feltrin é colunista do UOL desde 2004. Trabalhou por 21 anos no Grupo Folha, como repórter, editor e secretário de Redação, entre outros cargos.

Colunista do UOL

11/02/2019 00h09

Numa atitude que pode ser considerada bastante oportunista e pouco sensível, o SBT decidiu reprisar o "Conexão Repórter" que Roberto Cabrini fez com o apresentador Léo Dias no ano passado.

Na semana passada o apresentador teve uma recaída nas drogas após curto tratamento. Ele se afastou temporariamente da apresentação do "Fofocalizando". O assunto virou notícia em todo o país.

Leia mais:

Após recaída em drogas, Léo dias se afasta do "Fofocalizando"

Com apoio do SBT e da Lívia, Léo Dias muda para São Paulo

Sair do Rio era o melhor a fazer, afirma Léo Dias

Em outubro de 2018 o "Conexão" com Léo foi ao ar no SBT. Importante dizer: foi um dos programas mais emocionantes exibidos na TV nos últimos anos. Bem-feito, não apelativo, didático, enfim, excelente conteúdo ao telespectador. 

Cabrini mostrou a luta de Léo contra o vício em cocaína, que havia se agravado nos meses anteriores. E como ele estava tentando se reerguer.

O principal fornecedor de conteúdo do "Fofocalizando" estava então fazendo uma tentativa de tratamento com ibogaína, uma droga (feita com uma planta africana) que vem sido usada com adictos em crack e cocaína com relativo sucesso.

Léo chegou a ficar cerca de cinco meses "limpo" até recair.

DEPOIMENTO EXTRA

Na noite desta segunda (11), a reprise do "Conexão Repórter" vai incluir ainda um novo depoimento que Léo deu especialmente para o programa.

Léo até se mudou do Rio para São Paulo, para tentar ficar longe dos maus hábitos (ele está morando temporariamente com Lívia Andrade).

Desde a recaída e antes dela, o SBT vem dando todo apoio ao funcionário com problemas sérios de saúde. Agora parece que está cobrando parte dessa fatura.

Colunista Ricardo Feltrin no TwitterFacebook e site Ooops