Topo

Coluna

Ricardo Feltrin


TV por assinatura segue em queda no Brasil e só a Oi cresce

iStock/Getty
Cada vez menos pessoas assinam TV paga no Brasil Imagem: iStock/Getty
Ricardo Feltrin

Ricardo Feltrin é colunista do UOL desde 2004. Trabalhou por 21 anos no Grupo Folha, como repórter, editor e secretário de Redação, entre outros cargos.

Colunista do UOL

2019-04-27T06:30:00

27/04/2019 06h30

O setor de TV por assinatura segue em queda livre no país, pressionado pela crise econômica, o desemprego e a concorrência dos serviços de streaming (menos caros).

O Brasil fechou março com 17,23 milhões de assinantes, perto de 3 milhões a menos que no final de 2014 (quase 20 milhões).

Todas as grandes operadoras perderam assinantes em março e nos últimos 12 meses. A Oi, porém, é a única que está crescendo: com 1,59 milhão de assinantes, já ultrapassou a Vivo (1,52 milhão) e hoje é a terceira potência do setor, atrás de Net-Claro (8,39 milhões) e Sky (5,19 milhões).

Os dados foram divulgados esta semana pela Anatel e continuam sombrios para essa mídia.

Nos últimos 12 meses a TV paga encolheu 4,27% (-767,97 mil assinantes).

A Net-Claro perdeu cerca de 584 mil assinantes) no período. A Vivo viu sangrar 73 mil domicílios. A Sky, 113 mil.

Ricardo Feltrin no Twitter, Facebook e site Ooops